Future of Money

Quantidade de bitcoin em corretoras cai para menor nível desde 2017

Movimento coincide com uma baixa quantidade da criptomoeda em exchanges logo antes de um forte ciclo de alta quase seis anos atrás

Bitcoin valorizou mais de 80% em 2023 (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin valorizou mais de 80% em 2023 (Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 12 de julho de 2023 às 10h45.

O bitcoin mantido nas corretoras de criptomoedas por investidores está no menor nível desde 2018, e na mesma quantidade observada logo antes do ativo romper pela primeira vez a barreira dos US$ 20 mil em 2017, um marco histórico para o setor. O cenário foi confirmado por dados divulgados pela empresa Glassnode, que mostram que menos de 12% da oferta de bitcoin está em carteiras de exchanges.

A criptomoeda chegou a retornar às exchanges durante a alta de preço registrada nos primeiros meses de 2023, período em que o ativo mais que dobrou a partir das mínimas do ciclo. Entretanto, o cenário mudou a partir do final de abril, com uma retomada da tendência de longo prazo de criptomoedas deixarem as exchanges.

Em 10 de julho, 11,59% da oferta de bitcoin disponível atualmente se encontrava em carteiras de corretoras conhecidas, rotuladas pela Glassnode. O número é o menor desde meados de dezembro de 2017 — quando o bitcoin atingiu seu recorde anterior de US$ 20 mil.

“Apenas 11,5% da oferta de bitcoin permanece nas exchanges, o menor valor em mais de cinco anos”, comentou William Clemente, cofundador da empresa de análise de cripto Reflexivity Research. Em termos de bitcoins, os saldos das exchanges estão de volta ao nível de março de 2018, com carteiras conhecidas detendo um total de 2,252 milhões de unidades em 10 de julho.

Tomando a Coinbase como exemplo, Joe Burnett, analista-chefe da empresa de mineração Blockware, observou que os saldos da criptomoeda reduziram pela metade desde a queda do mercado em março de 2020. "As exchanges estão sendo drenadas", concluiu ele em um post no Twitter, acrescentando que considera o ativo está "à beira da verdadeira descoberta de preço".

yt thumbnail

Aumento de grandes investidores de bitcoin

Como o Cointelegraph relatou, as expectativas de novas altas de preço do bitcoin resultantes de uma oferta em queda e aumento da demanda de compradores estão em consonância com as expectativas de que os Estados Unidos possam em breve aprovar um fundo negociado em bolsa (ETF, na sigla em inglês) com preço à vista do bitcoin.

Enquanto isso, os saldos decrescentes das corretoras de criptomoedas se mantém, à medida que o número de grandes investidores da criptomoeda — aquelas com os maiores saldos de carteira fora das exchanges — vê um aumento.

Cerca de 40 novos grandes investidores apareceram desde o final de abril e, em 7 de julho, seus números atingiram o maior nível desde o colapso da exchange FTX, em novembro do ano passado. Uma exceção curiosa à tendência de saída das exchanges veio do pool de mineração Poolin, que continua a enviar grandes quantidades de bitcoin para a Binance.

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, Polkadot e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Show com Lauryn Hill e Mano Brown no Allianz Parque lança NFTs comemorativos

Governo da Alemanha conclui vendas de bitcoin e soma R$ 15 bilhões arrecadados

Mais na Exame