Future of Money

Plataforma de Felipe Neto lança NFTs de medalhistas olímpicos brasileiros

Atletas que conquistaram medalha nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 terão tokens na 9Block com artes exclusivas criadas por quadrinistas famosos

Rebeca Andrade é uma das atletas que será homenageada em coleção de NFTs de plataforma brasileira (Play9/Divulgação)

Rebeca Andrade é uma das atletas que será homenageada em coleção de NFTs de plataforma brasileira (Play9/Divulgação)

GR

Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 2 de outubro de 2021 às 09h00.

Última atualização em 2 de outubro de 2021 às 10h53.

A 9Block, plataforma de NFTs criada pela Play9, agência de conteúdo de Felipe Neto e João Pedro Paes Leme, anunciou o lançamento de uma coleção de tokens não-fungíveis em homenagem aos medalhistas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020, com artes criadas por grandes nomes dos quadrinhos.

A lista de atletas que terão suas obras digitais disponibilizdas na plataforma no próximo sábado, 2, inclui nomes como Isaquias Queiroz, ouro na canoagem; Rebecca Andrade, ouro no salto e prata no individual geral na ginástica artística; Kelvin Hoefler e Rayssa Leal, ambos medalhistas de prata no skate; Ítalo Ferreira, campeão no surfe; entre outros.

“Após chefiar a Missão Brasileira nos últimos cinco Jogos Olímpicos [antes de Tóquio] homenagear os medalhistas de Tóquio era quase um obrigação. Ainda mais através dos artistas da Metaverse, que ilustraram brilhantemente os superpoderes dos nossos atletas”, disse Marcus Vinícius Freire, medalhista olímpico nos Jogos de Los Angeles em 1984 e cofundador da Play9 e da 9block.

Os responsáveis pelas artes dos NFTs em homenagem aos medalhistas de Tóquio são artistas brasileiros de renome no universo dos quadrinhos, como Mike Deodato, responsável pelos traços de super-heróis como Hulk, Thor e Homem-Aranha, e Luke Ross, que tem como principais trabalhos os quadrinhos “Spectacular Spider Man”, “Justice League” e também a linha Star Wars.

Além deles, Cliff Richards, Wellington Dias, Geraldo Borges, Peter Vale, Will Conrad, Leno, Priscila Petraites e TJ também foram convidados para participar do projeto. Nas próximas semanas, a 9Block disponibilizará também os NFTs dos medalhistas paralímpicos brasileiros.

Os NFTs em homenagem aos atletas brasileiros terão artes em vídeo e serão disponibilizados em tiragem de 100 NFTs para cada arte ou atleta. Eles serão vendidos ao preço fixo de R$ 100, e não em formato de leilão como acontece com a maioria dos NFTs.

Criada em junho de 2021, a 9Block é uma das primeiras plataformas de NFTs 100% brasileiras, e é baseada na tecnologia do blockchain Hathor. A empresa diz que um dos objetivos para a escolha deste blockchain é "ajudar a democratizar a criação e comercialização de artes digitais", já que, segundo a 9Block, a Hathor se diferencia das demais pela simplicidade e baixo custo de uso.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Acompanhe tudo sobre:BlockchainCriptoativosEsportesHQ – histórias em quadrinhosJogos ParalímpicosNFTsOlimpíada 2021Olimpíadas

Mais de Future of Money

ETF de Ethereum: o que é, como investir e quais os efeitos no preço da criptomoeda

Americano que se mudou para El Salvador para ser 1º cidadão da 'Cidade Bitcoin' deixa o país

JPMorgan: altas do bitcoin no curto prazo provavelmente serão temporárias

Bitcoin e Ethereum sobem após estreia de ETFs nos EUA, com inflação e juros no radar

Mais na Exame