Future of Money

Parceira do PayPal e Nubank tem Brasil como foco no mercado cripto global

Em entrevista exclusiva à EXAME, executiva da Paxos falou sobre atual panorama do mercado de criptomoedas e vantagens do Brasil

Paxos é uma das principais fornecedoras de infraestrutura blockchain no mundo (Blackdovfx/Getty Images)

Paxos é uma das principais fornecedoras de infraestrutura blockchain no mundo (Blackdovfx/Getty Images)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 9 de novembro de 2023 às 14h00.

A Paxos, uma das líderes mundiais na área de infraestrutura blockchain, tem uma presença no Brasil com destaque para parcerias com gigantes do mercado como o Nubank e o Mercado Pago. Globalmente, a empresa é também parceria do PayPal. E, apesar da atuação internacional, o mercado brasileiro tem despontado como um dos focos da companhia.

É o que revelou Juliana Schlesinger, Enterprise Partneship Manager da Paxos, em uma entrevista exclusiva para a EXAME. Segundo a executiva, a atenção maior que o Brasil vem recebendo de empresas internacionais de cripto reflete uma série de condições favoráveis reunidas pelo mercado brasileiro.

"A Paxos é dos Estados Unidos, mas tem um olhar mundial e quer ser regulada a nível global, alinhada aos requerimentos em torno das VASPs [Provedoras de Serviços de Ativos Virtuais, em inglês]. O Brasil é um celeiro de startups e hoje trabalhamos com grandes players, somando 20 milhões de carteiras digitais ativas no Brasil, e isso gera uma atenção para o país", destaca.

Uma das principais vantagens que o mercado brasileiro tem oferecido é a postura do Banco Central em relação ao mercado de criptomoedas. Schlesinger avalia que a autarquia está "alinhada com o que a Paxos busca, de ir ao lado do regulador do mercado, com regras para falências, manter ativos dos clientes segregados, garantindo a proteção do consumidor. São coisas difíceis, mas para ganhar escala precisa de segurança".

Graças a essa postura, com avanços regulatórios importantes em 2023, ela explica que o Brasil "cada vez mais tem sim o foco da Paxos", por mais que a empresa também esteja monitorando e atuando em outras jurisdições amigáveis, caso de Singapura e da própria União Europeia, que também aprovou neste ano uma regulação para o setor.

"Mas o Brasil fica em uma posição de prioridade pela consistência do Banco Central, que olha para o mercado de forma inteligente, para garantir que o país tenha uma visibilidade global em relação a como está evoluindo, para onde a economia do país está indo, essa nova infraestrutura digital. O Banco Central está conectando os pontos de forma consistente para criar casos de uso de forma fácil", ressalta.

Schlesinger diz ainda que o interesse da Paxos se manteve mesmo com a decisão recente de uma de suas parceiras, o PicPay, de suspender a oferta de serviços de investimento em criptomoedas. A executiva comenta que o PicPay "tem muitas soluções para o usuário, então foi uma questão de priorizar produtos, recursos, são decisões de negócios. Mas vem sendo um parceiro incrível, com muita transparência".

Já sobre as perspectivas para o mercado global de criptoativos, a executiva destacou que o lançamento de fundos negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) de preço à vista de bitcoin ainda não está totalmente claro, mas esse novo tipo de produto possibilitaria "novas formas de soluções financeiras, empoderando mais a tecnologia e movimentando. Possivelmente vai ser aprovado, parece estar em uma fase final".

A executiva afirma ainda que a postura dura da SEC em relação às empresas de criptomoedas - que atingiu inclusive a Paxos - mostra que ainda há a necessidade do regulador ter um aprendizado em relação ao setor, evitando inibir a criatividade. Mesmo assim, ela espera que o regulador "vá busca o tom para normalizar essa relação".

Até quando você vai deixar de investir em crypto? Abra sua conta na Mynt e explore novas formas de investir sem medo. Clique aqui para desbloquear seu mundo crypto.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosPayPalMercado PagoNubank

Mais de Future of Money

SEC autoriza lançamento de primeiros ETFs de Ethereum nos EUA

Investidores do bitcoin ainda não precificaram possível vitória de Trump, diz gestora

Bitcoin bate máxima histórica de preço em relação ao real, mesmo sem recorde em dólar

Bolsa de Chicago divulga data de estreia de ETFs de Ethereum nos EUA

Mais na Exame