Os 10 melhores investimentos dos últimos 10 anos: bitcoin fica em 1º lugar com lucro de 353.400%

Entre criptomoedas e ações, bitcoin domina como melhor investimento dos últimos 10 anos, de acordo com compilado de plataforma de análise de dados que levou em consideração o investimento inicial de US$ 1 mil em 2012
US$ 1 mil em bitcoin investidos em 2012 seriam US$ 3,535 milhões atualmente (SEAN GLADWELL/Getty Images)
US$ 1 mil em bitcoin investidos em 2012 seriam US$ 3,535 milhões atualmente (SEAN GLADWELL/Getty Images)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 02/08/2022 às 10:30.

Como a máxima que diz que “um raio não cai duas vezes no mesmo lugar”, é quase certo afirmar que a próxima década das criptomoedas não será como a que passou, afinal, os tempos são outros: o mundo mudou e os cenários, mais ainda.

Enquanto 2022 sente os efeitos da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, além das sequelas de uma pandemia, em 2012 Barack Obama era reeleito presidente dos Estados Unidos e o Facebook estreava no mercado de ações em uma oferta pública inicial (IPO) considerada marcante, não por ter sido um sucesso e sim por ter sido considerada uma das mais desastrosas da história das finanças. O que talvez fosse uma tragédia anunciada já que 2012 foi um ano marcado pelo aprofundamento da crise econômica mundial e pelo desemprego.

(Mynt/Divulgação)

Ter US$ 1 mil na mão para investir dez anos atrás talvez não fosse algo difícil se comparado à facilidade de ver o valor se evaporar em aplicações atrapalhadas, a exemplo dos tempos atuais. Afinal, o mercado oferece mais de mil e uma possibilidades de se de perder e apenas algumas de ganhar.

Nestas horas, não é difícil compreender por que muitos investidores optam por alocar seus investimentos por determinado tempo, em troca de retornos garantidos, como ativos considerados portos seguros, entre eles os metais preciosos, o dólar americano e os populares ETFs, os fundos negociados em bolsas.

Por outro lado e apesar de não oferecerem garantias, outros investimentos renderam muito mais do que os portos seguros nos últimos dez anos, conforme mostrou uma publicação da plataforma de análise de dados Watcher Guru no Twitter.

Quem apostou US$ 1 mil no bitcoin em 2012, atualmente teria um patrimônio de US$ 3.535.000, montante 353.400% superior ao investimento inicial. Em segundo lugar na lista vem as ações da gigante dos carros elétricos Tesla, cujo retorno sobre os mesmos US$ 1 mil foi de US$ 162 mil ao longo de uma década, o que representa um aumento de 16.100%, percentual aproximadamente 22 vezes menor que o do bitcoin.

Quem optou, por exemplo, pelas ações da gigante do fast food McDonalds, em décimo lugar na lista do Watcher Guru, teria atualmente US$ 2.950 que representariam uma alta de 195%, percentual 1.812 vezes inferior ao ganho do bitcoin.

Ainda que seja quase impossível “um raio cair duas vezes no mesmo lugar”, para alguns especialistas, ele pode cair próximo. Pelo menos é o que se pode concluir pelas previsões de 54 especialistas ouvidos recentemente pela plataforma australiana de soluções de pagamento Finder, que apontou quatro criptomoedas explodindo até 1.272% e morte das criptomoedas-meme.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok