Future of Money

ONU lança projeto piloto para criação de identidade digital global em blockchain

Iniciativa é uma parceria entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e a empresa por trás da rede ICP

Criação de identidades digitais tem avançado ao redor do mundo (Reprodução/Reprodução)

Criação de identidades digitais tem avançado ao redor do mundo (Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 4 de julho de 2024 às 09h30.

O Camboja foi escolhido como o local para um programa piloto da ONU de uma plataforma baseada em blockchain para a criação de uma identidade digital global, ou Universal Trusted Credentials (UTC), um sistema de credenciamento digital que tem sido desenvolvido junto à organização e começará agora ser testado em larga escala.

A iniciativa foi idealizada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pela Fundação Dfinity, desenvolvedora do blockchain Internet Computer (ICP), que também vai atuar na fase de testes, fornecendo a infraestrutura por trás do sistema de identidades.

A Autoridade Monetária de Singapura (MAS) e outras entidades do país também colaboraram com o PNUD no desenvolvimento da UTC. Os resultados foram revelados em novembro e o projeto tem como objetivo incentivar a participação de micro, pequenas e médias empresas na economia digital.

A expectativa da ONU é que o piloto seja implementando em dez países nos próximos anos. O fundador da Fundação Dfinity, Dominic Williams, disse em um comunicado que "as micro, pequenas e médias empresas representam a espinha dorsal da maioria das economias, e a iniciativa UTC representa uma oportunidade única para trazer transparência e aumentar a inclusão dentro de um sistema financeiro que muitas vezes não atende às suas necessidades".

A MAS e o Banco de Gana — outro participante no desenvolvimento do UTC — concluíram uma prova de conceito usando a identidade digital em maio. Esse projeto usou um token semi-fungível (SFT, na sigla em inglês) para transferir informações como licenças e registros comerciais.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

O Camboja oferece um terreno fértil para experimentação digital. O Regulador de Valores Mobiliários e Câmbio do Camboja tem um acordo com a Binance sobre o desenvolvimento da regulamentação de ativos digitais.

Sua moeda Bakong, semelhante a uma moeda digital do banco central (CBDC), pode ser usada mundialmente na rede de varejo Alipay e serviu de modelo para a proposta de CBDC do Laos, que está na fase de prova de conceito.

Já a Internet Computer (ICP) busca criar um ecossistema descentralizado para servir como uma alternativa aos provedores de nuvem. Em junho, introduziu um protocolo para verificar as identidades dos usuários da Web3 com um sistema de chave de acesso que não depende de carteiras.

A iniciativa também desenvolveu uma plataforma para agências governamentais e empresas que permite usar seu próprio hardware em uma nuvem privada para garantir sua cibersegurança.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:ONUBlockchain

Mais de Future of Money

SEC encerra investigações sobre criptomoeda pareada ao dólar BUSD

MicroStrategy, maior detentora de bitcoin, anuncia desdobramento de ações nos EUA

Ethereum ronda maior nível de criptos "travadas" em staking, enquanto mercado espera ETFs

Token da associação de futebol da Argentina dispara 100% com seleção na final da Copa América

Mais na Exame