Negociação de NFTs no OpenSea cai 84% em 1 mês e fica abaixo de US$ 1 bilhão pela 1ª vez desde 2021

Dados confirmam a tendência de "esfriamento" do mercado de tokens não fungíveis, registrando quedas em diversas métricas importantes no maior marketplace de NFTs da atualidade
O OpenSea é o marketplace de NFTs que tem o maior volume de negociação (SOPA Images/Getty Images)
O OpenSea é o marketplace de NFTs que tem o maior volume de negociação (SOPA Images/Getty Images)
Por Cointelegraph BrasilPublicado em 21/06/2022 14:40 | Última atualização em 22/06/2022 19:00Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Dados da plataforma de monitoramento de aplicativos descentralizados Dapp Radar revelam que o volume de negociação de NFTs no OpenSea caiu 195% nos últimos 30 dias, somando um total de US$ 782,87 milhões em tokens não fungíveis comercializados no principal marketplace do mercado.

É a primeira vez desde julho de 2021 que o volume mensal agregado de negociações na plataforma fica abaixo de US$ 1 bilhão. O volume negociado no OpenSea de NFTs baseados na rede Ethereum no mês de junho até agora é de US$ 538,23 milhões, de acordo com dados da Dune Analytics, indicando que o esfriamento do mercado de NFTs é uma tendência, e não apenas uma ocorrência sazonal.

O preço médio dos NFTs negociados na plataforma também registrou uma queda nada desprezível de 67%. Agora, em média, um NFT troca de mãos na plataforma por US$ 174,74.

Por outro lado, os dados mostram que nos últimos 30 dias houve um aumento nos números de usuários e de transações, sugerindo que mais NFTs estão sendo vendidos a um preço mais baixo. As transações aumentaram 69%, enquanto os usuários aumentaram 6,5%.

Aparentemente, os colecionadores de tokens não fungíveis também estão recorrendo ao mercado em busca de liquidez, aceitando vender seus NFTs a preços mais baixos.

E não é apenas o volume transacionado no OpenSea que está em declínio. O tráfego no marketplace também está em queda desde fevereiro. Até agora neste mês em comparação com maio, houve um declínio de 14,79% no número de visitantes do OpenSea.

(Mynt/Divulgação)

Outras redes

Quando se trata do mercado de NFTs no OpenSea, a Ethereum é a rede que concentra com larga vantagem o maior volume de transações. No entanto, recentemente a Polygon e a Solana passaram a abocanhar uma fatia do mercado graças às taxas de transação mais baixas que ambas oferecem aos usuários.

Tanto a Solana quanto a Polygon também registram um declínio severo no volume negociado de NFTs em suas plataformas ao longo do mês de junho.

Na Polygon, o volume negociado até neste mês é de US$ 6,4 milhões. A título de comparação, em maio o volume total negociado no OpenSea através da rede foi de US$ 26 milhões. A Solana registra até agora US$ 37 milhões, mas o volume vem declinando desde o final de semana quando o mercado mais amplo de criptomoedas sofreu com uma nova onda de liquidações pesadas.

Analisando os dados do Dapp Radar referentes ao Magic Eden, o principal marketplace de NFTs nativo da Solana, observa-se que o volume de transações declinou 58,8% nos últimos 30 dias, somando US$ 160,3 milhões. Embora a queda tenha sido inferior aos 195% do OpenSea, o declínio do preço médio dos NFTs negociados na plataforma foi praticamente idêntico: 67,5%.

Apesar do momento desfavorável do mercado, na semana que vem o Rio de Janeiro vai receber a primeira exposição internacional inteiramente dedicada a NFTs do Brasil. O NFT.Rio acontecerá de 30 de junho a 3 de julho, no Parque Lage, zona sul da capital fluminense. Em Nova York, também ocorre a NFT NYC.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok