Future of Money

“Não é o momento de se desesperar”, diz especialista do BTG sobre correção do bitcoin

Bitcoin e as principais criptomoedas apresentam correção em contagem regressiva para lançamento de ETFs de ether nos EUA; entenda

 (reprodução/Reprodução)

(reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 18 de junho de 2024 às 12h06.

Última atualização em 18 de junho de 2024 às 12h16.

Tudo sobreBitcoin
Saiba mais

Depois de acontecimentos extremamente positivos e máximas históricas consecutivas no início de 2024, o preço do bitcoin apresenta correção nos últimos dias. Investidores especulam se a postura do banco central americano sobre a política monetária do país pode “apagar” o otimismo gerado pelos acontecimentos do início do ano, como a aprovação dos ETFs de bitcoin, halving, adoção institucional e os ETFs de ether nos EUA. No entanto, “não é momento de se desesperar”, apontou um especialista do BTG Pactual.

No momento, o bitcoin é cotado a US$ 65.169, com queda de 0,7% nas últimas 24 horas. Nos últimos 30 dias, a principal criptomoeda acumula queda de 2,3%, de acordo com dados do CoinMarketCap.

De acordo com Lucas Josa, especialista em criptoativos no BTG Pactual, o preço “ainda pode corrigir um pouco mais, vale continuar acompanhando o que está acontecendo. Ainda é um movimento corretivo, o mercado está um pouco sem direção”.

No programa ao vivo Morning Call Crypto, disponível na íntegra no YouTube, o especialista ainda disse que “agora não é o momento de se desesperar”.

yt thumbnail

“Agora não é o momento de se desesperar. Se o mercado está de lado, utiliza esse momento para estudar, rebalancear e pensar se as suas posições ainda fazem sentido”, disse ele no Morning Call Crypto da Mynt, plataforma de criptoativos do BTG Pactual.

Momento é "complicado", mas futuro ainda é otimista

“Estamos em um momento complicado do ciclo, mas a gente sabe que daqui alguns meses com certeza a gente vai ter corte na taxa de juro dos EUA. Na minha visão é praticamente impossível termos uma alta, e quando isso acontecer vamos ver o mercado ganhando mais força e buscando novas máximas para vários ativos”, acrescentou.

Apesar disso, o mercado de criptoativos ainda pode enfrentar novas correções, principalmente com o aguardado lançamento dos ETFs de ether nos EUA, previsto para 2 de julho.

“Quando os ETFs de ether começarem a negociar não necessariamente vai ser uma alta explosiva. Lembrando quando os ETFs de bitcoin começaram a negociar e o bitcoin despencou. Pode acontecer a mesma coisa com o ether por conta do ETHE, que tem cerca de US$ 10 bilhões sob gestão, boa parte disso com certeza vai ser vendida, seja para transferência de capital, seja para transferir para outros produtos, já que assim como o GBTC, a taxa do ETHE não está atrativa”, concluiu o especialista no programa disponível na íntegra no YouTube.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedasCriptoativos

Mais de Future of Money

Brasil tem 6ª maior adoção de criptomoedas no mundo, mas Argentina lidera na América Latina

Worldcoin, ligada a Sam Altman, dispara mais de 30% antes de distribuição gratuita

Mt. Gox movimenta mais R$ 15 bilhões em bitcoin, enquanto mercado teme novas quedas

J. D. Vance, vice de Trump, defende criptomoedas e já investiu em bitcoin

Mais na Exame