Future of Money

Na era da tecnologia, novo comportamento do investidor não fica mais limitado aos horários da B3

Investidores não querem mais se limitar aos horários da bolsa para investir; bancos já oferecem opções de investimento disponíveis em finais de semana e até mesmo 24 horas por dia

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 12 de dezembro de 2023 às 18h12.

Última atualização em 14 de dezembro de 2023 às 11h37.

Com o advento da tecnologia e sua constante entrada no mundo dos investimentos, o comportamento do investidor também mudou e ele não quer mais se limitar aos horários da B3, a bolsa brasileira, para fazer suas operações. A nova demanda e o surgimento de uma nova classe de ativos digitais fizeram com que os bancos tradicionais buscassem se atualizar para oferecer novas possibilidades.

Bancos como BTG Pactual, Itaú e Nubank já oferecem a negociação de ativos digitais como as criptomoedas para seus clientes. A iniciativa veio não só de uma demanda por parte de investidores mas também do interesse das instituições pela tecnologia blockchain, afirmam.

Desde a sua criação, a negociação de ativos digitais se deu de forma completamente online e 24 horas por dia, sete dias por semana, incluindo feriados e finais de semana. No entanto, o investimento na classe de ativos funcionou por muito tempo em corretoras especializadas, longe dos bancos.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Ativos digitais 24 horas por dia nos bancos

Agora que os bancos tradicionais do Brasil e do mundo já olham para os ativos digitais, eles buscam oferecer um investimento em conformidade com as regras de segurança que já seguem para os investimentos tradicionais, mas mantendo a ampla disponibilidade.

Nesse sentido, a Mynt, plataforma de criptoativos lançada pelo BTG Pactual em 2022, já realiza operações 24 horas por dia. O Nubank Cripto, também. Procurada pela EXAME, a assessoria do Itaú, que anunciou recentemente a disponibilização de criptoativos em sua plataforma, confirmou que as operações também podem ser feitas a qualquer momento do dia.

“Com todo esse dinamismo e imediatismo do mundo, os investidores se sentem bem podendo acompanhar o mercado todos os dias e realizar as operações na mesma hora que algo acontece. No mercado tradicional o investidor lia uma notícia relevante sábado de manhã, ele só poderia tomar uma ação na segunda-feira”, comentou Lucas Rangel, especialista em produtos de ativos digitais do BTG Pactual, à EXAME.

“Acho que por esse motivo a nova geração tem muita sinergia com o mercado cripto, ela vive online. Estamos inovando e nos adaptando a essa nova realidade”, acrescentou.

Para além de sua plataforma especializada em criptoativos, o BTG Pactual também disponibilizou em janeiro deste ano o investimento em ativos digitais no BTG Pactual Investimentos, o aplicativo do banco que oferece os mais variados produtos de investimento, desde a renda fixa até opções mais sofisticadas.

A intenção é chamar a atenção de sua sólida base de clientes de investimentos tradicionais, que já são acostumados a fazer suas operações de forma online através do aplicativo, para os criptoativos, que estarão disponíveis em um período de tempo maior do dia.

Desde o dia 2 de dezembro, no BTG Pactual Investimentos as operações em criptomoedas estão disponíveis das 7h da manhã até as 23h45 da noite, um horário bem mais amplo que o da B3, por exemplo, que vai das 9h30 às 18h45. Além disso, as negociações de criptoativos no BTG Pactual Investimentos funcionam também em finais de semana e feriados.

O mercado tradicional deve acompanhar essa tendência?

Ainda com horário de negociação restritos, o mercado de ativos tradicionais perde em vantagem competitiva com as criptomoedas quando o assunto é disponibilidade. No entanto, as instituições do mercado financeiro, que já estudam a tecnologia blockchain e a tokenização, podem acompanhar esta tendência no futuro.

“Acho que aos poucos isso vai mudando o comportamento dos investidores, mas para o mercado tradicional se adaptar e se tornar 24/7, se acontecer, vejo como algo para o longo prazo. Provavelmente em uma mudança geracional, quando a ‘geração 24/7’ chegar em cargos de decisão”, opinou Lucas Rangel à EXAME.

“Principalmente no mercado de renda variável e ações, pois as empresas precisariam estar muito mais preparadas para gestão de crise”, acrescentou.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:Itaú

Mais de Future of Money

Kamala Harris pode ser 'muito mais receptiva' às criptomoedas que Biden, diz Mark Cuban

Presidente do Banco Central quer "superapp" de finanças integrado com inteligência artificial

Ferrari anuncia que vai aceitar pagamentos em criptomoedas na Europa

Worldcoin, projeto de Sam Altman, nega acusações de insider trading de criptomoeda própria

Mais na Exame