MicroStrategy anuncia que vai começar a pagar seus diretores em bitcoin

Primeira empresa de capital aberto a investir em bitcoin reafirma seu compromisso com o ativo ao anunciar que seus diretores serão pagos com a criptomoeda

Na manhã desta segunda-feira (12), a MicroStrategy, empresa de softwares corporativos com ações negociadas na Nasdaq e que ficou famosa como uma das primeira a alocar parte das suas reservas em bitcoin, anunciou que vai mudar a forma de remuneração dos seus diretores, que a partir de agora serão pagos com a criptomoeda.

Através de um formulário 8-K, amplamente utilizado para notificar órgãos reguladores e investidores dos EUA sobre alterações importantes dentro de uma companhia, a MicroStrategy notificou a SEC e revelou a decisão de utilizar o bitcoin para o pagamento de diretores e membros de seu conselho.

"Em 11 de abril de 2021, o Conselho Administrativo da MicroStrategy modificou as disposições de remuneração para conselheiros não funcionários. No futuro, os diretores não funcionários receberão todas as taxas por seus serviços no conselho da empresa em bitcoin"

De acordo com o documento, os valores a serem pagos serão determinados em dólar e, posteriormente, serão convertidos em bitcoin e transferidos diretamente para as carteiras virtuais informadas por cada um de seus diretores.

Além disso, o formulário também reforçou a visão da empresa sobre o criptoativo, reafirmando seu compromisso com o bitcoin e, mais uma vez, deixando claro que o bitcoin pode funcionar como uma reserva de valor para a MicroStrategy.

"Ao aprovar o bitcoin como uma forma de pagamento, o conselho reforça seu compromisso com o bitcoin, por conta de sua capacidade de servir como reserva de valor, apoiado por um arquitetura de código aberto pública e robusta, sem restrições da política monetária internacional"

Comandada por Michael Saylor, a MicroStrategy é uma das pioneiras na alocação de parte de suas reservas financeiras em criptomoedas, possuindo atualmente 91.579 bitcoins, que geraram um lucro superior a 3 bilhões de dólares em pouco mais de 6 meses.

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.