Future of Money
Acompanhe:

Mastercard anuncia compra de empresa focada no monitoramento de blockchain

O gigante de pagamentos enxerga na aquisição da CyperTrace uma oportunidade de aumentar a segurança dentro do ecossistema dos criptoativos

"Estamos aqui para permitir que os clientes, comerciantes e empresas movimentem valor digital", afirmou o vice-presidente da Mastercard (SOPA Images/Getty Images)

"Estamos aqui para permitir que os clientes, comerciantes e empresas movimentem valor digital", afirmou o vice-presidente da Mastercard (SOPA Images/Getty Images)

C
Coindesk

Publicado em 9 de setembro de 2021, 19h24.

Última atualização em 10 de setembro de 2021, 11h08.

A Mastercard comprou a CipherTrace, empresa que monitora blockchains em busca de transações ilícitas.

A aquisição pegou a todos de surpresa e foi anunciada nesta quinta-feira, 9, por ambas as companhias em um comunicado de imprensa. Agora, a Mastercard poderá monitorar mais de 900 criptomoedas. Detalhes da aquisição não foram divulgados.

O acordo foi o mais recente sinal de atividade mais robusta no setor de criptoativos, à medida que bancos e governos estão buscando aprimorar seus processos de monitoramento e compliance em relação às criptomoedas.

No começo do ano, a Third Point Ventures liderou um investimento de 27 milhões de dólares para a CipherTrace. A rodada foi uma series D de 100 milhões de dólares que avaliou a concorrente Chainalysis em 4,2 bilhões de dólares.

Em declaração, Ajay Bhalla, o presidente de tecnologia e inteligência da Mastercard disse que “com o rápido crescimento do ecossistema de ativos digitais, vem a necessidade de garantirmos que esse ambiente seja confiável e seguro. Nosso objetivo é combinar as capacidades da Mastercard e da CipherTrace para fazer exatamente isso”.

A Mastercard aumentou seus esforços para se envolver com o ecossistema dos criptoativos nos últimos tempos. Em julho, o gigante de pagamentos disse que estaria testando o uso da USDC como uma ponte importante entre os compradores que utilizam criptomoedas e os comerciantes que preferem dinheiro. Em fevereiro, a Mastercard afirmou que estava planejando permitir que os comerciantes aceitassem criptomoedas através de sua rede até o fim do ano.

“Nossa filosofia sobre criptomoedas é bem direta: é uma questão de escolha”, afirmou Raj Dhamodharan, vice-presidente da empresa. “A Mastercard não está aqui para recomendar que você comece a utilizar criptomoedas. Mas nós estamos aqui para permitir que os clientes, comerciantes e empresas movimentem valor digital”.

Texto traduzido e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes: Instagram | Twitter | YouTube