Future of Money
Acompanhe:

Mari Moon entra para o mundo dos NFTs e defende uso para combater problemas reais

Tokens não fungíveis chegam ao mundo dos influencers digitais e podem ajudar a combater problemas reais como fraude e corrupção

NFTS bombaram em 2021 (Bord Ape Yacht Club/Reprodução)

NFTS bombaram em 2021 (Bord Ape Yacht Club/Reprodução)

M
Mariana Maria Silva

Publicado em 3 de novembro de 2022, 15h00.

Última atualização em 3 de novembro de 2022, 18h32.

Os tokens não fungíveis (NFTs) já conquistaram grandes empresas, celebridades, atletas e artistas, e agora chegam aos influencers digitais. Mari Moon, influencer e artista digital, anunciou que está trabalhando com NFTs e comemora: “finalmente podemos identificar itens únicos dentro do universo digital”.

Criados a partir da tecnologia blockchain, os NFTs se apresentam como registros digitais únicos e com autenticidade comprovada. Eles podem representar uma série de itens, digitais ou do mundo real. Até o momento, os casos de uso mais utilizados envolvem a arte digital, colecionáveis e ingressos, mas podem ir muito além.

Para Mari Moon, o mais relevante desta tecnologia é a possibilidade de identificar itens únicos dentro do universo digital. Por meio do registro em blockchain, ainda que existam vários NFTs com a mesma arte, por exemplo, cada um será único e autêntico. Isso pode ajudar na resolução de problemas da vida real, como a fraude, por exemplo.

“Antes era impossível identificar qual era o arquivo digital original e quais eram suas cópias. Com a chegada da tecnologia da blockchain, isso passou a ser possível”, disse Mari Moon, em entrevista à EXAME.

(Mynt/Divulgação)

Sob um padrão de token desenvolvido especificamente para os NFTs e diferente das criptomoedas, um NFT, como o nome diz, não é fungível. Ou seja, ainda que se tenham vários NFTs em uma carteira digital, eles não podem ser somados ou negociados como as criptomoedas, que funcionam de forma similar ao dinheiro.

“Da mesma maneira que foi revolucionário para o universo financeiro finalmente ser possível trabalhar com moedas digitais, agora qualquer universo onde você lide com itens não fungíveis pode existir também em sua versão digital. Isso é uma mudança enorme!”, disse Mari.

Como exemplo de itens não fungíveis estão as obras de arte, propriedades intelectuais, certificados, registros hospitalares, ingressos, etc.

Embora tenham animado investidores em 2021 por conta de sua rápida valorização, os NFTs podem ir além de uma oportunidade de negócios. Para Mari Moon, eles podem oferecer soluções para problemas reais.

“O que mais me anima é ouvir sobre como os NFTs podem ser uma alternativa para combater fraudes e corrupção. Afinal, tudo que é registrado no blockchain é transparente, permanente e praticamente impossível de invadir”, revelou Mari, em entrevista à EXAME.

A influencer ainda reconheceu que embora os tokens do gênero tenham ganhado o mundo e a sigla NFT virou assunto dentro dos mais variados grupos sociais, o tema ainda gera desconfiança e exige uma grande dose de estudo para ser compreendido.

“O que é “fungível”? Como funciona o blockchain? Qual é a diferença entre bitcoin e o Real? O que é lastro? Como funciona um banco? Qual é a desses macacos feios que as celebridades adoram tanto?”, disse.

“Sem falar que o mundo está vivendo uma mega crise econômica, o que levou as criptomoedas a uma fase de desvalorização enorme. E, olhando especificamente para o Brasil, nosso país tem 49 milhões de brasileiros em extrema pobreza (maior número desde 2001), mais de 90% do povo ganhando menos de 2 salários mínimos (R$2.424) e 28% do povo vivendo em analfabetismo funcional” acrescentou a influencer, à EXAME.

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), apontou que o total de famílias endividadas atingiu recorde em setembro, 79,3% dos lares com as contas no vermelho.
Para o futuro dos NFTs, Mari Moon espera que eles possam ser utilizados para combater parte dos problemas sociais do país.

“Somos um povo cheio de incertezas, com pouco dinheiro sobrando para investir e pouca educação, o que dirá educação financeira. Os NFTs são sim uma tecnologia incrível, e eu espero que sejam usados para resolver os principais problemas que temos aqui nesse país e no mundo: fome, pobreza, educação e saúde”, concluiu.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok