Maior carteira de criptomoedas do mundo integra Pix e libera negociação direta no aplicativo

Com a integração o Real passa a ser a primeira moeda oficial de um país aceita e armazenada pela MetaMask, a maior carteira digital do mundo
MetaMask foi desenvolvida pela ConsenSys (Bloomberg/Getty Images)
MetaMask foi desenvolvida pela ConsenSys (Bloomberg/Getty Images)
C
Cointelegraph Brasil

Publicado em 12/09/2022 às 10:14.

Última atualização em 12/09/2022 às 10:44.

A Consensys, responsável pelo desenvolvimento do MetaMask anunciou que seu serviço de carteira digital sem custódia fechou uma parceria com a MoonPay para a integração do Pix. Desta forma usuários brasileiros podem negociar criptomoedas diretor pela carteira digital.

(Mynt/Divulgação)

A integração torna o Real a primeira moeda oficial de um país aceita e armazenada na wallet descentralizada. Além disso com a integração do real a moeda será a primeira a ser custodiada pela MetaMask já que as critptomoedas dos usuários não são custodiadas pela carteira digital.

Com a integração os usuários podem comprar criptomoedas tanto Ethereum como BNB e também todos os demais tokens construídos nestas blockchains e também em outras como Avalanche e Polygon.

"Agora, usuários brasileiros da MetaMask podem comprar criptomoedas com o Pix, o método de pagamento instantâneo brasileiro, e adicionar fundos diretamente à sua carteira. Não é preciso nem sair do aplicativo. Em vez de usar uma corretora, usuários podem comprar criptomoedas de modo instantâneo direto na MetaMask para explorar a Web3. O recurso de compra via Pix é fornecido pela MoonPay, uma provedora de pagamentos com criptomoedas que foi integrada à MetaMask no início deste ano", disse o comunicado.

Ainda segundo o anúncio a compra pode ser feita tanto pelo app para smartphone como na extensão da MetaMask para navegadores no computador.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok