Luna: criador de criptomoeda que despencou 99,9% em maio tem prisão decretada na Coreia do Sul

Caso que abalou o mercado de criptomoedas em 2022 tem desfecho nos tribunais sul-coreanos; Do Kwon e mais cinco pessoas têm prisão decretada
LUNA despencou mais de 99,9% em maio (EXAME/Exame)
LUNA despencou mais de 99,9% em maio (EXAME/Exame)
M
Mariana Maria SilvaPublicado em 14/09/2022 às 11:43.

Depois das criptomoedas LUNA e UST terem colapsado em maio, um Tribunal de justiça da Coreia do Sul teria emitido um mandado de prisão contra seu cofundador nesta quarta-feira, 14. De acordo com a Unidade de Crimes Financeiros da Promotoria do país, Do Kwon e mais cinco pessoas podem ser presas pelo ocorrido.

Eles são acusados de violar a Lei do Mercado de Capitais, segundo informações do escritório do promotor enviadas à Bloomberg News.

Há cerca de quatro meses colapsava o ecossistema Terra, criado por Do Kwon utilizando a tecnologia blockchain. Na época, o ocorrido pegou muitos investidores de surpresa, já que as criptomoedas LUNA e UST demonstravam potencial no mercado e obtinham movimentos de alta surpreendentes.

(Mynt/Divulgação)

Em menos de uma semana, a LUNA caiu 99,9% e foi de aproximadamente US$ 80 a zero. Especialistas creditaram a culpa no mecanismo de queima da UST. LUNA e UST eram criptomoedas “irmãs” cuja emissão dependia uma da outra, já que para cada UST emitida uma LUNA era queimada e vice-versa.

Enquanto a LUNA era uma criptomoeda “comum”, UST era uma stablecoin, ou seja, uma criptomoeda com valor estável que acompanhava o preço do dólar norte-americano. Quando o preço da LUNA começou a despencar em um mercado de baixa que afetou todas as criptomoedas em 2022, a estabilidade da UST não conseguiu se manter.

Desde então, o mercado de criptomoedas segue abalado com um “contágio” do colapso afetando outras empresas e projetos, como Celsius Network e Voyager Digital, que declararam falência após seus ativos digitais caírem mais de 50%. O fundo de hedge Three Arrows Capital também declarou falência após sua exposição ao ecossistema Terra ter sido exposta.

A investigação contra Do Kwon e os envolvidos no caso foi iniciada logo após o estouro do caso, culminando no mandado de prisão desta quarta-feira, 14, na Coreia do Sul, seu país natal.

Apesar disso, Kwon negou o tempo todo que haviam irregularidades no sistema e reiterou seu compromisso com o ecossistema Terra e o relançamento do token LUNA. Após o colapso, a criptomoeda declarada como “morta” foi renomeada para Luna Classic (LUNC) enquanto uma nova LUNA foi lançada.

Na última semana, a nova LUNA chegou a disparar mais de 250% em um movimento de reascensão da criptomoeda, que se encontrava esquecida por investidores. No entanto, a LUNA cai mais de 30% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Já a Luna Classic chegou a subir mais de 300% em setembro, de acordo com dados do CoinMarketCap. Ambos os movimentos acenderam alertas na comunidade cripto entre especialistas, que não recomendam o investimento nos projetos. Nesta quarta-feira, 14, a LUNC despenca 21%.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok