Lista de bilionários da Forbes inclui nomes do mercado de criptomoedas

Em momento de recorde de preços, o mercado de criptoativos fez com que alguns de seus principais entusiastas se tornassem bilionários; confira os nomes

Com um aumento sem precedentes na capitalização do mercado de criptomoedas nos últimos meses, milhares de pessoas multiplicaram seu capital em algumas vezes, atingindo a marca de milhões de dólares e, em alguns casos, a casa dos bilhões. De acordo com a 35ª Lista Anual de Bilionários do Mundo da Forbes, algumas figuras famosas no mundo dos criptoativos entraram para a lista, se tornando "criptobilionários".

Anualmente, a famosa revista norte-americana, Forbes, produz uma lista com os maiores bilionários do mundo. Neste ano, a lista teve Jeff Bezos, fundador da Amazon, em primeiro lugar, com uma fortuna de 177 bilhões de dólares, seguido por Elon Musk, que ficou em 2º lugar com um patrimônio líquido de 151 bilhões de dólares.

O CEO de uma das corretoras de criptoativos mais conhecidas do mundo, a FTX, Sam Bankman-Fried (274º) ocupa a posição mais alta entre os "criptobilionários", com um patrimônio líquido avaliado em aproximadamente 8,7 bilhões de dólares. Logo atrás de Sam, temos Brian Armstrong (404º), CEO de outra corretora de criptomoedas, a Coinbase, que possui uma fortuna de 6,5 bilhões de dólares.

Após perderem uma batalha judicial pela propriedade do Facebook, os gêmeos Cameron (1008º) e Tyler Winklevoss (1008º) entraram para a lista de bilionários de outra forma, investindo no mundo dos criptoativos. Os irmãos investiram cerca de 10 milhões de dólares em bitcoin em 2012, quando a moeda valia apenas 8 dólares. Hoje, muito consolidados no mercado dos criptoativos, sendo fundadores da corretora de criptomoedas Gemini, que recentemente adquiriu a Nifty Gateway, um dos maiores marketplaces de NFTs do mundo, os Winklevoss juntos possuem um patrimônio acumulado de aproximadamente 6 bilhões de dólares.

A lista da Forbes também menciona as personalidades responsáveis pela Ripple, incluindo o cofundador Chris Larsen (891º), que apesar de estar envolvido em uma batalha judicial bilionária com a SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA), ainda possui um patrimônio de 3,4 bilhões dólares. Além dele, o também cofundador do projeto, Jed McCaleb (1580º) entrou para a lista, com uma fortuna avaliada em 2 bilhões de dólares.

Além desses nomes, a lista conta com CZ (1,9 bilhão de dólares - 1664º), CEO da Binance, que no ano passado figurou a lista anual Bloomberg 50 de líderes e empreendedores inovadores; Fred Ehrsam (1,9 bilhão de dólares - 1664º), cofundador da Coinbase, que fará o seu IPO na próxima semana; e Michael Saylor (2,3 bilhões de dólares - 1362º), CEO da Microstrategy, empresa que comprou mais 15 milhões em bitcoin nesta semana e agora possui mais de 5 bilhões no ativo.

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também