Julho é o melhor mês para bitcoin e ether: criptomoedas revertem tendência de queda, diz analista

Após queda de mais de 70% em 2022, as duas principais criptomoedas podem ter superado um momento e voltam a subir
Bitcoin e ether são as duas maiores criptomoedas do mundo (znm/Getty Images)
Bitcoin e ether são as duas maiores criptomoedas do mundo (znm/Getty Images)
L
Lucas CostaPublicado em 01/08/2022 às 17:15.

Por Lucas Costa*

O bitcoin subiu aproximadamente 16,85% no mês de julho, o melhor desde outubro de 2021, quando saiu de US$ 42.000 e atingiu sua máxima histórica em US$ 69.200. O mês de julho foi positivo não só para as criptomoedas, mas também para o mercado tradicional. O S&P 500 subiu 9,10% e Nasdaq subiu 12,50%, mostrando um cenário favorável aos ativos de risco.

O cenário técnico do bitcoin tem poucas mudanças. O movimento do mês de julho ainda tem repercussão, mas tivemos correções nos últimos três dias. O gráfico diário tem o preço trabalhando acima da sua média móvel de 21 e 50 dias, mostrando uma virada de tendência para alta no curtíssimo prazo.

A linha de tendência de alta guia o movimento atual, sendo necessário a formação de fundos mais altos. As próximas resistências são US$ 27.860 e US$33.960 (média móvel de 200 dias). O suporte mais importante do movimento atual é US$20.750 e US$19.000.

Fonte: https://br.tradingview.com/ (Lucas Costa/Reprodução)

Ethereum (ETH/USD)
O ether fechou o mês de julho com aproximadamente 56% de ganho, revertendo a tendência de curto prazo de baixa para alta. O segundo maior criptoativo rompeu a sua média móvel de 21 e 50 períodos, que cruzaram para cima a indicam aceleração da tendência.

O gráfico diário tem a formação de fundos mais altos que o anterior, sustentando a tendência, apesar das correções do final de semana. Acreditamos em continuidade da alta, apesar de correções terem como suporte os US$ 1.515,00 (média móvel de 21 períodos) e US$ 1.290,00 (topo anterior rompido).

Fonte: https://br.tradingview.com/ (Lucas Costa/Reprodução)

*Lucas Costa é mestre em administração e economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora, atuou como pesquisador acadêmico e professor nas temáticas de blockchain, criptomoedas e comportamento de consumo, sendo um dos fundadores do grupo de pesquisa Blockchain UFJF. Foi operador de câmbio em mesa proprietária com foco em análise técnica, e trader pessoa física em mercado futuro. Atualmente, é analista técnico CNPI do BTG Pactual digital, e apresenta a sala ao vivo de análises de maior audiência do Brasil.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok