JPMorgan registra patente nos EUA para criar carteira digital de criptoativos

Projeto do banco permitirá transferência e armazenamento de ativos digitais e processamento de pagamentos usando criptomoedas
JPMorgan se juntou a outros players institucionais de peso com interesse crescente nos criptoativos (Dylan Martinez/File Photo/Reuters)
JPMorgan se juntou a outros players institucionais de peso com interesse crescente nos criptoativos (Dylan Martinez/File Photo/Reuters)
J
João Pedro MalarPublicado em 21/11/2022 às 15:49.

O banco JPMorgan, um dos maiores do mundo, recebeu a confirmação nos Estados Unidos do registro de patentes registradas pela instituição ligadas ao desenvolvimento de uma carteira digital próprio, reforçando o interesse da companhia no mundo dos criptoativos.

A confirmação foi feita pelo advogado Mike Kondoudis, especializado na área de propriedade intelectual, em um post no Twitter nesta segunda-feira, 21. Segundo ele, o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO, na sigla em inglês) concedeu o registro em 15 de novembro.

(Mynt/Divulgação)

As solicitações de patente realizadas pelo JPMorgan envolveriam a criação de uma carteira digital de criptoativos que ofereceria uma série de serviços, em especial a transferência e armazenamento de ativos digitais e o processamento de pagamentos usando criptomoedas.

A patente engloba o oferecimento de outros tipos de serviços financeiros e um sistema de contas correntes virtuais para os clientes. O banco já oferece uma carteira virtual em seu site que é associada à "automação de um número infinito de pagamentos" e uma forma de "gerenciar milhões de pagamentos em tempo real, em qualquer plataforma".

Entretanto, esse primeiro serviço está disponível apenas para empresas e não faz menção ao uso de criptoativos por clientes. Ainda não há informações de quando essas funcionalidades registradas na patente serão disponibilizadas.

A patente marca mais um passo do JPMorgan no mundo dos criptativos, e serve também como uma validação do setor por parte de um ator institucional de reconhecimento global.

Também em novembro, o banco realizou a primeira transação de um grande player financeira usando finanças descentralizadas (DeFi, na sigla em inglês) em um blockchain público.

Além disso, o JPMorgan se somou a outras empresas de renome que registraram patentes recentes voltadas aos criptoativos. Em outubro, a Visa solicitou duas patentes, também ligadas à criação de uma carteira digital própria, e em novembro, a fabricante de relógios Rolex registrou pedidos ligados ao desenvolvimento de tokens não-fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) próprios.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok