Inglaterra anuncia NFT e outras medidas para atrair indústria cripto

O ministro da Cidade, John Glen, declarou que o Reino Unido está "aberto para cripto" e revelou regulação para stablecoins, NFT oficial do governo e outras medidas
“Vemos um potencial enorme em cripto, não vamos rebaixar nossos padrões, mas vamos sustentar nossa visão neutra e tecnologia”, disse o ministro (AFP/AFP)
“Vemos um potencial enorme em cripto, não vamos rebaixar nossos padrões, mas vamos sustentar nossa visão neutra e tecnologia”, disse o ministro (AFP/AFP)
Por Gabriel MarquesPublicado em 04/04/2022 13:56 | Última atualização em 04/04/2022 14:55Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Reino Unido anunciou nessa segunda-feira, 4, seus planos para se tornar um “hub global” de criptoativos. O ministro da Cidade, John Glen, é responsável pelos serviços financeiros do país e anunciou novos regulamentos para as stablecoins, as criptomoedas de valor estável. Além disso, um NFT oficial do governo faz parte do conjunto de medidas para atrair empresas de cripto. Segundo Glen, “o Reino Unido está aberto aos negócios e ao negócio de cripto”.

“Vemos um potencial enorme em cripto, não vamos rebaixar nossos padrões, mas vamos sustentar nossa visão neutra e tecnologia”, disse o ministro de acordo com o Financial Times. Ele acrescentou que o governo estuda a possibilidade de emitir títulos do governo com livros de registros distribuídos.

(Future of Money/Laatus/Divulgação)

Além disso, Glen afirmou que o ministro das Finanças do Reino Unido havia comissionado que o Royal Mint, casa da moeda britânica, emitisse seu próprio NFT até o verão (iniciado no final de junho), “como um emblema da visão pra frente que estamos determinados em ter”, completou.

Os anúncios chegam pouco tempo depois do projeto de lei europeu apresentado na semana passada, que remove a privacidade entre transações com criptoativos acima de €1 mil. Aprovado por dois dos principais partidos da União Europeia, a legislação não deve encontrar problemas para ser aprovada pelo resto da câmara.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | TikTok