Google mostra aumento de interesse e Solana dispara para novo recorde

Indicadores do Google Trends atingem o seu maior nível e demonstram um drástico aumento nas buscas por Solana acompanhando os recordes de preço do criptoativo, que pode sofrer uma correção em breve

SOL, a criptomoeda nativa da Solana, ultrapassou a faixa dos 200 dólares nesta quinta-feira, 9. Este é o quarto dia seguido em que o token do blockchain de smart contracts atinge novos recordes.

O preço da SOL aumentou em quase 500% nos últimos 30 dias, graças ao aumento do interesse em alternativas para a rede Ethereum em meio ao crescimento explosivo dos tokens não fungíveis (NFTs). A Solana e outras alternativas são capazes de lidar com um volume muito maior de transações com taxas mais baixas em comparação com a Ethereum, o maior blockchain de smart contracts do mundo, o que fez com que a Solana atraísse muitos investimentos.

No entanto, o rally da SOL pode perder força, principalmente por conta do histórico de pesquisas na web demonstrar que a popularidade do token atingiu o seu auge com a população. Isso geralmente pode ser observado como o ponto mais alto possível para os preços momentaneamente.

O Google Trends, uma ferramenta muito utilizada para medir o interesse geral ou do varejo em tópicos e investimentos que estão em alta no momento, indica o valor máximo de 100 para a pesquisa “como comprar Solana” no mundo todo nos últimos 12 meses.  O termo “Solana”  também atingiu o valor máximo de 100 nas pesquisas.

Uma pontuação de 100 no Google Trends representa o auge da popularidade – o número máximo de pesquisas por um termo durante um período de tempo. Isso significa que cada vez mais pessoas estão procurando por informações sobre como comprar a SOL, criptomoeda que nas últimas semanas superou em performance os maiores criptoativos do mercado, como o bitcoin e o ether.

A ferramenta do Google nos dá acesso à uma amostra não filtrada de pesquisas reais no buscador e as coloca em uma escala de 0 a 100, de acordo com a métrica da gigante de pesquisas na internet. O número de buscas representa o interesse relativo ao ponto mais alto do gráfico, na região e no período de tempo selecionados.

 (Coindesk/Google/Reprodução)

O interesse geral começou a crescer com o lançamento do projeto de NFTs na blockchain da Solana chamado “Degenerate Ape Academy” em 15 de agosto. O token também começou o seu forte movimento de alta na mesma época.

Um pico no interesse popular não necessariamente implica um crescimento na pressão de compra por parte de investidores do varejo. Às vezes, investidores buscam por informações mas não fazem nada. Dito isso, um número de 100 nas pesquisas por “como comprar Solana” não necessariamente significa que os investidores irão comprar SOL, e alguns podem até já ter comprado.

Os investidores do varejo são conhecidos por serem os últimos a entrar em um bull run, e sua entrada geralmente coincide com a saída de grandes investidores e com movimentos de baixa iniciados no recorde de preços. O bull run do bitcoin em 2017 fez com que as pesquisas sobre o termo “bitcoin” atingissem o nível 100 em dezembro. Números similares de pesquisas foram observados em janeiro e abril desse ano, sinalizando um frenesi por parte do varejo. O bitcoin ultrapassou a faixa dos 64 mil dólares em abril.

O auge do interesse geral pela SOL é acompanhado de uma leitura sobrecomprada, ou acima de 70 no índice de força relativa, um método de análise técnica muito utilizado. A leitura acima de 70 indica que o movimento de alta está muito "exagerado", e então o ativo pode sofrer uma consolidação ou uma correção.

O volume social da SOL, ou o número de menções à criptomoeda nas redes sociais, monitorado pela Santiment, também atingiu seu recorde esta semana, antes de se dissociar da alta nos preços na última quarta-feira, 8. Altos níveis de “burburinho” geralmente funcionam como um indicador contrário.

O JPMorgan, gigante dos bancos de investimento, alertou quanto ao excesso de otimismo dos investidores e sobre uma possível bolha na SOL, ADA, da Cardano, e BNB, desenvolvida pela Binance, uma gigante corretora de criptoativos, de acordo com a Forbes.

“O rally de agosto nos tokens não fungíveis e o aumento da atividade no setor DeFi ajudaram não apenas a Ethereum mas também criptomoedas alternativas que viabilizam, ou pretendem viabilizar o uso de smart contracts em suas blockchains”, como a SOL, BNB e ADA, afirmou o JPMorgan. “A última fase de euforia entre os investidores do varejo nos mercados de criptomoedas aconteceu entre janeiro e meados de maio... e esses investidores estão fazendo com que os mercados de criptomoedas borbulhem novamente”.

 (Coindesk/Santiment/Reprodução)

A maioria dos NFTs na Solana, incluindo os produzidos no projeto do Degenerate Ape Academy, sofreram uma queda nos volumes de negociação nas últimas 24 horas, de acordo com o Solanalysis.com. Mesmo com os colecionáveis na Solana gerando um volume de transações equivalente à 95 milhões de dólares nos últimos sete dias, a taxa de crescimento semanal de negociações está lateralizada.

O boom dos NFTs também dá sinais de esfriamento. O OpenSea, maior marketplace de NFTs do mundo, registrou um volume de transações inferior a 100 milhões de dólares na última quarta-feira, 8, o menor número desde 21 de agosto, segundo a Dune Analytics. Outros tokens não-fungíveis bastante populares como Loot e CryptoPunks também sofreram quedas nos volumes de negociação nas últimas 24 horas.

Considerando tudo isso, o movimento de alta da SOL pode desacelerar e a criptomoeda pode sofrer uma correção.

Texto traduzido e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também