Future of Money

Gestora brasileira se reúne com SEC dos EUA para discutir ETF de bitcoin à vista

Responsável por um dos maiores ETFs cripto do Brasil, Hashdex teria se reunido com a SEC dos EUA para discutir pedido de ETF de bitcoin à vista no país

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 26 de outubro de 2023 às 14h09.

A gestora de ativos Hashdex realizou recentemente uma reunião com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) para esclarecer alguns questionamentos do órgão regulador sobre seu pedido para permitir que o fundo negociado em bolsa (ETF) Hashdex Bitcoin Futures detenha Bitcoin à vista, disse ao Cointelegraph uma fonte familiarizada com o assunto.

De acordo com um memorando divulgado pela Divisão de Mercados de Negociação, a reunião ocorreu em 13 de outubro, com a presença de seis funcionários da SEC e representantes da Hashdex, NYSE Arca, Tidal Financial Group e do escritório de advocacia K&L Gates.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Na reunião, a Hashdex apresentou um mecanismo que permite que o bitcoin à vista seja negociado e mantido no ETF na Chicago Mercantile Exchange (CME), que é regulamentada pela Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC).

yt thumbnail

O pedido da Hashdex difere de outros pedidos de ETFs de bitcoin à vista porque ela não tem um acordo de compartilhamento de vigilância com a exchange de criptomoedas Coinbase. Em vez disso, a Hashdex se propõe a adquirir bitcoin à vista de exchanges físicas dentro no mercado da CME, o que a torna totalmente dependente dos preços da CME para suas transações, de acordo com um registro da NYSE Arca na SEC arquivado no final de agosto.

Uma apresentação compartilhada com as autoridades da SEC durante a reunião mostra que a estratégia também se baseia na Ordem Teucrium da comissão, que afirma que os mercados futuros de bitcoin estão suficientemente desenvolvidos para sustentar produtos financeiros que buscam exposição ao bitcoin.

Como próxima etapa do processo, a SEC poderá solicitar mais informações à gestora antes do vencimento do primeiro prazo determinado para a apresentação de uma resposta – 17 de novembro –, de acordo com uma fonte com conhecimento sobre o assunto.

Aprovação de ETF de bitcoin pode estar próxima

A Hashdex afirma ter mais de US$ 380 milhões em ativos sob gestão e 14 produtos negociados em bolsa (ETPs) em sete países diferentes.

A SEC aprovou o ETF de Futuros de Bitcoin da Hashdex em abril de 2022. O produto está listado na NYSE Arca desde setembro do ano passado. Se a mudança de regra for aprovada, o ETF também poderá manter Bitcoin à vista.

Várias grandes gestoras de ativos estão correndo para listar o primeiro ETF de Bitcoin à vista dos Estados Unidos. O ETF da BlackRock (DTCC) foi recentemente listado na Depository Trust & Clearing Corporation, sugerindo que a aprovação pode estar a caminho, de acordo com o analista de ETF da Bloomberg, Eric Balchunas.

"Atualmente, a opinião consensual é que a SEC aprovará todos os ETFs [de BTC] à vista dentro de três meses", disse a fonte.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Acompanhe tudo sobre:BitcoinSECCriptomoedasETFs

Mais de Future of Money

Gigante de mineração de bitcoin anuncia chegada de operações ao Brasil

Empresa de brasileiros quer tokenizar R$ 9 bilhões em imóveis ao redor do mundo

JPMorgan não acredita que SEC vai aprovar ETFs de Solana e de outras criptomoedas

Notcoin: criptomoeda de jogo no Telegram dispara 60% e mira valor de US$ 1 bilhão

Mais na Exame