Future of Money

Facebook e Amazon anunciam capacitação de graça de 50 mil brasileiros para trabalhar com o metaverso

Gigantes da tecnologia se uniram em projeto que pretende capacitar trabalhadores para o metaverso, enquanto novas vagas de emprego continuam surgindo no setor

Programa de capacitação começa dia 20 de agosto (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

Programa de capacitação começa dia 20 de agosto (Chesnot / Colaborador/Getty Images)

Cointelegraph Brasil

Cointelegraph Brasil

Publicado em 9 de agosto de 2022 às 08h57.

O mercado das criptomoedas foi surpreendido por uma série de fatores, tanto internos quanto macroeconômicos, que geraram uma queda de mais de 50% em seus principais ativos. Grandes corretoras como a Coinbase realizaram demissões em massa e amargaram perdas significativas em seus balanços.

Por outro lado, os projetos não param e a evolução tecnológica desconhece a crise macroeconômica que se desenha, enquanto a falta de profissionais na área tecnológica parece ser uma realidade cada vez mais preocupante, que deve representar uma carência de mão de obra especializada de um milhão de profissionais somente no Brasil até 2030 de acordo com uma pesquisa da consultoria McKinsey.

(Mynt/Divulgação)

No rol da evolução e da luta das empresas para garantir a presença de profissionais qualificados em seus quadros de funcionários, as oportunidades de aprendizado gratuito parecem brotar, assim como as novas chances de emprego.

A Meta (ex-Facebook) anunciou em maio deste ano investimentos massivos para a criação do metaverso, ocasião em que o CEO da gigante tecnológica, Mark Zuckerberg, falou em “perder quantias significativas de dinheiro nos próximos cinco anos” para bancar o projeto.

Agora, a empresa anuncia um novo projeto com objetivo de capacitar 50 mil brasileiros em tecnologias de nuvem, marketing digital e tecnologias para o metaverso, até 2023. Trata-se do Programa Portal Tech, que é uma parceria da Meta com a Amazon Web Services (AWS), serviço de computação em nuvem desenvolvido pela Amazon.

De acordo com o programa, os objetivos são “apresentar essas tecnologias a pessoas não familiarizadas com o setor e capacitar gratuitamente jovens e adultos formados em escolas públicas que tenham interesse em trabalhar nesse mercado, com foco em aumentar a participação de grupos hoje sub-representados em tecnologia, como mulheres, pessoas negras e da comunidade LGBTQIA+.

Os formados no curso profissionalizante do Portal Tech serão conectados com empresas que têm vagas de emprego para talentos com essa formação.” A primeira fase acontece no dia 20 de agosto e é direcionada ao acesso ao conhecimento enquanto a segunda fase é voltada à capacitação para a empregabilidade.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:Criptomoedas

Mais de Future of Money

Kamala Harris pode ser 'muito mais receptiva' às criptomoedas que Biden, diz Mark Cuban

Presidente do Banco Central quer "superapp" de finanças integrado com inteligência artificial

Ferrari anuncia que vai aceitar pagamentos em criptomoedas na Europa

Worldcoin, projeto de Sam Altman, nega acusações de insider trading de criptomoeda própria

Mais na Exame