Expectativa por dados econômicos dos EUA leva bitcoin a US$ 22 mil; ETH recua 0,8% antes de "Merge"

Enquanto bitcoin surpreende por altas, ethereum recua frente à conclusão de atualização importante nos próximos dias; SOL e AVAX disparam
Bitcoin e ether são as duas principais criptomoedas (Divulgação/Divulgação)
Bitcoin e ether são as duas principais criptomoedas (Divulgação/Divulgação)
M
Mariana Maria Silva

Publicado em 12/09/2022 às 11:28.

Última atualização em 12/09/2022 às 11:37.

O mercado de criptomoedas inicia esta segunda-feira, 12, movimentando aproximadamente US$ 88 bilhões, com capitalização de US$ 1,1 trilhão, segundo dados do CoinGecko. Cheios de expectativas, investidores aguardam a divulgação de dados econômicos importantes nos Estados Unidos e a conclusão da atualização mais importante da Ethereum até agora.

Cotado em US$ 22.336, o bitcoin sobe 3,61% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap. A principal criptomoeda ultrapassou uma importante faixa de preço em US$ 22 mil e segue surpreendendo. No cenário semanal, a alta do bitcoin chega aos dois dígitos, em 13,31%.

(Mynt/Divulgação)

Na próxima terça-feira, 13, serão divulgados dados sobre a inflação nos Estados Unidos, que tem batido recordes nos últimos tempos. As medidas do banco central americano para contê-la estariam influenciando toda a economia mundial, principalmente os ativos de risco como as criptomoedas.

Espera-se que os dados sejam positivos, revelando uma melhora na situação econômica do país por conta da diminuição do preço da gasolina. Por isso, investidores estariam otimistas.

“A ascensão do preço no fim de semana pode ser explicada por alguns motivos: um deles são as boas expectativas da divulgação dos dados de inflação (CPI) dos EUA, que deve indicar uma inflação ligeiramente mais controlada devido a diminuição nos preços dos combustíveis no país”, afirmou Lucas Minchillo, analista da Titanium Asset Management.

“Além disso, pode-se considerar que parte da animação dos investidores pode ser por conta de melhorias nos fundamentos das criptomoedas. Além do The Merge, que deve ocorrer no dia 15, a indústria de criptomoedas se animou com a possibilidade de Tonga transformar o bitcoin em moeda oficial”, acrescentou Minchillo.

Conhecida como “The Merge”, a atualização mais importante da rede Ethereum até agora já foi iniciada no último dia 6 e está prevista para ser concluída nos próximos dias, entre o dia 13 e 15 de setembro.

Cotado em US$ 1.751, o ether, criptomoeda nativa da rede Ethereum, recua 0,82% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap. No entanto, no cenário semanal, o ativo ainda apresenta alta de 11,12% em meio às expectativas pela atualização.

Ao modificar a forma como as transações na rede são validadas, a “The Merge”, ou “A Fusão” em inglês, prevê a economia de até 99% no consumo de energia elétrica, o que pode atrair ainda mais investidores para a rede, que é o segundo maior blockchain do mundo.

Além disso, especialistas acreditam que no longo prazo, a criptomoeda nativa da rede pode se tornar deflacionária.

Por outro lado, outras criptomoedas se destacam por suas altas nesta segunda-feira, 12. São elas Solana e Avalanche, que sobem, respectivamente, 9,59% e 6,41%, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok