Executivo deixa o Goldman Sachs para ser vice-presidente da Coinbase

Roger Bartlett passou 17 anos no banco americano, mas agora exercerá o cargo de vice-presidente de operações financeiras globais na corretora de criptoativos
Após 16 anos no Goldman Sachs é hora de abraçar a economia cripto", escreveu Bartlett (Brendan McDermid/Reuters)
Após 16 anos no Goldman Sachs é hora de abraçar a economia cripto", escreveu Bartlett (Brendan McDermid/Reuters)
Por Gabriel MarquesPublicado em 26/02/2022 10:00 | Última atualização em 25/02/2022 18:41Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Em mais um passo em seu processo de institucionalização, o mercado de criptoativos receberá mais um executivo do mercado tradicional. Trata-se de Roger Bartlett, ex co-head de operações em mercados globais no Goldman Sachs, um dos maiores bancos de investimento do mundo. Bartlett exercerá um cargo similar na Coinbase, como vice-presidente de operações financeiras globais.

Em postagem no LinkedIn, o executivo escreveu na sexta-feira, 25: “Após 16 anos no Goldman Sachs é hora de abraçar a economia cripto. Estou muito feliz em anunciar que semana que vem vou me juntar ao time da Coinbase para gerir operações financeiras globais. Agora está na hora de levar minha experiência e seguir minha paixão e tornar possível a próxima economia”.

“O propósito inspirador de criar uma economia livre no mundo, com o consumidor e a automação em primeiro lugar, é a oportunidade de uma vida, fazer parte da construção do novo estágio da revolução digital”, completou.

Bartlett é veterano do mercado financeiro, com mais de 23 anos de carreira. Após iniciar no Credit Suisse, passou 17 anos no Goldman Sachs.

O mercado de criptomoedas é um dos que mais cresce no mundo, e por consequência, um dos que mais contrata. Em 2021, as empresas de cripto e blockchain contrataram uma média de 1.000 pessoas por mês, segundo dados do site Crypto Jobs.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok