Future of Money

Empresa vende casa nos EUA como NFT por R$ 920 mil usando tecnologia blockchain

Cada imóvel ofertado pela Roofstock possui um NFT correspondente negociado na plataforma OpenSea e ligado ao blockchain Ethereum

Venda da propriedade, localizada no estado da Carolina do Sul, foi a primeira do tipo realizada pela companhia (Roofstock/Reprodução/Reprodução)

Venda da propriedade, localizada no estado da Carolina do Sul, foi a primeira do tipo realizada pela companhia (Roofstock/Reprodução/Reprodução)

Uma casa real nos Estados Unidos foi vendida na última sexta-feira, 14, a partir de uma versão como token não-fungível (NFT, na sigla em inglês) criada e comercializada pela empresa Roofstock.

A venda da propriedade, localizada no estado da Carolina do Sul, foi a primeira do tipo realizada pela companhia, que criou uma subsidiária específica para a venda de imóveis como NFTs.

(Mynt)

A empresa afirma que usa tecnologia Web3 para "permitir que os imóveis sejam adquiridos de forma mais eficiente e transparente com custos menores, em comparação com as transações imobiliárias residenciais convencionais".

A ideia é evitar uma demora que pode chegar a meses em processos como aprovação do comprador, análise de contratos e outras avaliações, além de ter uma taxa de transação menor que a que seria cobrada por bancos ou outras instituições.

Cada imóvel ofertado pela empresa possui um NFT correspondente negociado na plataforma OpenSea e ligado ao blockchain Ethereum. No marketplace, é possível ver informações como a localização, número de quartos e banheiros, a metragem do imóvel e o ano em que foi construída.

yt thumbnail

A transferência ocorre por meio de contratos inteligentes, e a transação ocorre inteiramente dentro do blockchain, o que segundo a Roofstock dá mais transparência ao processo.

Os detalhes da compra estão disponíveis no site Etherscan, que divulga e explora as transações que ocorrem na Ethereum. A casa foi vendida por cerca de US$ 175 mil (R$ 921 mil, na cotação atual), com US$ 169 mil destinados ao antigo dono, U$ 4 mil à empresa e US$ 875 para staking, uma forma de depositar criptomoedas e obter renda passiva.

A taxa de transação foi de cerca de US$ 9, e o valor foi pago inteiramente em USDC, uma stablecoin atrelada ao dólar.

A Roofstock diz ainda que pretende realizar parcerias com outras empresas do setor de criptoativos para permitir operações de empréstimos de criptomoedas correspondendo a até 80% do valor dos imóveis.

Em seu site, a empresa destaca as vantagens de usar sua plataforma, como a posse imediata após a realização da operação, uma taxa baixa, a possibilidade de ter um ativo físico como NFT e negociá-lo de forma mais simples e também uma diversificação de portfólio de investimentos, incluindo ativos reais ou formas de renda via aluguel.

A Roofstock foi criada em 2015, voltada ao setor imobiliário. A plataforma oferece uma série de funcionalidades e tecnologia para interessados no segmento, e diz ter facilitado mais de US$ 5 bilhões em transações. A nova subsidiária, Roofstockonchain, usa a tecnologia blockchain para realizar a venda de imóveis.

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok 

Acompanhe tudo sobre:BlockchainImóveisNFTNFTs

Mais de Future of Money

Bitcoin ou ether: o que comprar após forte queda das criptomoedas?

Empresa brasileira usa tokenização para permitir investimentos em hits do piseiro

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Mais na Exame