Future of Money
Acompanhe:

Empresa de ex-funcionários do Facebook lança blockchain após receber R$ 1,8 bilhão em investimentos

Objetivo da rede Aptos é "desenvolver produtos e aplicações no blockchain que redefinam a experiência dos usuários na Web3"

Empresa foi criada por alguns dos responsáveis por desenvolver a diem, uma stablecoin atrelada ao dólar que foi projetada pela Meta (Chesnot/Getty Images)

Empresa foi criada por alguns dos responsáveis por desenvolver a diem, uma stablecoin atrelada ao dólar que foi projetada pela Meta (Chesnot/Getty Images)

D
Da Redação

Publicado em 18 de outubro de 2022, 11h16.

A Aptos Labs, uma empresa criada por ex-funcionários do Facebook, estreou oficialmente na segunda-feira, 17, seu blockchain próprio, em um esforço da companhia para se tornar uma das referências no mercado de Web3.

A empresa foi criada por alguns dos responsáveis por desenvolver a diem, uma stablecoin atrelada ao dólar que foi projetada pela Meta, empresa dona do Facebook. A iniciativa acabou sendo cancelada pela empresa neste ano após uma venda de ativos ligados ao projeto que chegou a R$ 1 bilhão.

(Mynt/Divulgação)

O lançamento do blockchain da companha ainda não conclui o estabelecimento da rede no mercado. Ainda não foi disponibilizada, por exemplo, a criptomoeda que será usada no blockchain, e outros itens como carteiras digitais e tecnologia para tokens não-fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) estão em desenvolvimento.

O objetivo da Aptos é "desenvolver produtos e aplicações no blockchain que redefinam a experiência dos usuários na Web3", de modo a "levar a descentralização para as massas" a partir de uma melhor usabilidade das ferramentas ligadas ao setor.

O desenvolvimento do blockchain demorou quatro anos, segundo a empresa, e ele foi idealizado para ser "seguro, escalável e podendo receber upgrades".

A Aptos acredita na "necessidade de um blockchain rapidamente inovador e adaptável que atenda às necessidades das pessoas de hoje e de gerações futuras. Capacidade de atualização, movimento e uma experiência de usuário em primeiro lugar são alguns dos princípios fundamentais e recursos exclusivos do blockchain Aptos".

A companhia afirma que trouxe algumas inovações para o setor a partir do seu blockchain, como uma "abordagem modular" para o processamento de transações que permite atualizações mais rápidas e simples focadas em módulos individuais. A velocidade de processamento, afirma a empresa, é o grande diferencial em relação a outras redes.

Nos últimos anos, a Aptos recebeu uma série de investimentos que, na última rodada, levaram a companhia a um valor de mercado de cerca de US$ 2 bilhões (R$ 10,5 bilhões, na cotação atual). Empresas como a FTX, Binance, Coinbase e PayPal já investiram cerca de US$ 350 milhões (R$ 1,84 bilhão, na cotação atual).

O objetivo da Aptos é que seu blockchain concorra com outras redes usadas atualmente para desenvolver projetos ligados à chamada Web3, caso da Solana, com usos em áreas como NFTs, jogos, comércio, redes sociais e entretenimento, todas ligadas à aplicação de contratos inteligentes.

"A combinação única de foco na experiência do usuário, capacidade de atualização e tecnologia de ponta tornam o Aptos o lar para os desenvolvedores criarem aplicativos para as próximas gerações", promete a empresa.

Problemas no lançamento do blockchain

A Aptos foi alvo de algumas críticas por usuários no mesmo dia em que seu blockchain estreou oficialmente. A principal delas está ligadas ao "tokenomics" do projeto, termo que se refere à lógica econômica e de funcionamento do token ligado à rede, chamado de aptos, ou APT.

No mesmo dia, a empresa publicou um artigo explicando o funcionamento do token, e afirmou que "criar uma rede para as pessoas requer um tokenomics projetado com a comunidade e a justiça em seu centro".

 

 

Segundo as informações, a oferta inicial de APT envolverá uma quantidade limitada de 1 bilhão de tokens, com 49% do total destinados a investidores e desenvolvedores privados e 51% à comunidade aberta, uma divisão criticada pelos usuários e entusiastas do mercado cripto.

O token deverá ser distribuído depois de 12 meses do lançamento do blockchain. A companhia prometeu que "uma explicação mais detalhada sobre a tokenomics do Aptos e seus valores virá em breve".

A Aptos também precisou lidar com alguns problemas técnicos no dia do lançamento. O Discord da empresa, onde ocorre a comunicação oficial com a comunidade de usuários, chegou a ficar fora do ar por algumas horas, e a velocidade das transações não foi tão alta quanto o prometido.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok