Future of Money

Em US$ 30 mil, bitcoin tem quase 78% das carteiras no lucro e busca pelo investimento bate recordes

ETF da BlackRock renova otimismo no setor de criptomoedas e busca pelo investimento em bitcoin através de ETFs e contratos futuros bate recordes

 (Reprodução/Reprodução)

(Reprodução/Reprodução)

Mariana Maria Silva
Mariana Maria Silva

Repórter do Future of Money

Publicado em 26 de junho de 2023 às 11h54.

Última atualização em 26 de junho de 2023 às 12h10.

O bitcoin e as principais criptomoedas voltaram a subir depois que a BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, solicitou a aprovação da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) de um fundo negociado em bolsa (ETF) de bitcoin à vista, ainda inédito no país.

Após atingir o seu maior preço em 12 meses ao ser cotado a US$ 31.389, o bitcoin recuou para os atuais US$ 30.438, ainda apresentando alta de mais de 15% nos últimos sete dias, de acordo com dados do CoinMarketCap.

No último dia 23 de junho, 77,9% das carteiras de bitcoin estavam no lucro, segundo dados do Glassnode. Durante o período de 21 a 25 de junho, o volume de depósitos de grandes investidores de bitcoin, conhecidos como “baleias”, também diminuiu quase pela metade nas corretoras e o número de carteiras depositantes totais diminuiu de 108 mil para 70 mil, sinalizando pouca intenção de investidores para a venda de seus ativos.

O Índice de Medo e Ganância, que mede o sentimento do mercado cripto, está atualmente em 55 pontos, indicando ganância por parte de investidores. No último domingo, 25, o indicador estava ainda mais alto, em 64 pontos.

  • Para você que adora ler notícias de crypto, a Mynt é o aplicativo ideal para você. Invista e aprenda sobre crypto ao mesmo tempo com conteúdos descomplicados para todos os públicos. Clique aqui para abrir sua conta.

Aumento na procura por bitcoin

Os mercados futuros de bitcoin também se beneficiam do otimismo e têm os maiores fluxos de dinheiro em mais de um ano. O open interest, número total de contratos não liquidados em futuros de bitcoin subiu para US$ 11 bilhões, seu nível mais alto desde maio de 2022, sinalizando que dinheiro novo está entrando para este setor do mercado ou que investidores estão aumentando sua alocação.

O ETF de futuros de bitcoin da ProShares, o primeiro aprovado nos EUA, também teve o seu maior fluxo semanal em um ano. Investidores alocaram US$ 65 milhões no BITO na última semana, batendo o seu recorde anterior de US$ 40 milhões em abril.

A alta na procura por bitcoin e o otimismo no setor pode se explicar por conta da solicitação da BlackRock para um ETF de bitcoin à vista nos EUA. Com mais de US$ 10 trilhões em ativos sob gestão, a gestora já se mostrou otimista em relação às criptos anteriormente.

No entanto, é válido notar que apesar do histórico de aprovações de ETFs da BlackRock, ainda não existe garantia de que a SEC irá aprovar a solicitação do gigante do mercado financeiro. Além disso, a autarquia ainda possui um prazo grande para avaliar o caso, o que pode gerar dificuldades para que a onda de otimismo se sustente no longo prazo.

“Apesar do mercado permanecer atento às notícias sobre o caso, a SEC ainda possui 45 dias de prazo inicial para a aprovação ou não do ETF, o que pode tornar difícil para os touros sustentem o preço acima de 30 mil todo esse período sem a confirmação de que o produto realmente será lançado. Além disso, a SEC ainda pode estender o prazo para considerações, o que pode levar meses ou anos”, explicou Thiago Rigo, analista da Titanium Asset Management.

“Um fato que chama a atenção do mercado foi a aprovação de um ETF alavancado de futuros de Bitcoin nessa última sexta, programado para ser lançado na CBOE nessa terça. O acontecimento é visto como um argumento a mais para a aprovação do ETF Spot, embora fundos futuros de bitcoin sejam comumente aprovados pela SEC”, acrescentou.

“De qualquer forma, é incomum que nos EUA já existam ETFs alavancados antes dos à vista, o que deixa claro para todo o mercado o atraso da SEC em aprovar um fundo Spot. Por enquanto, o regulador não tem apresentado uma justificativa comum do porquê ainda não aprovou os pedidos, o que deixa o mercado ainda mais impaciente com a demora”, concluiu o analista.

Para você que adora ler notícias de crypto, a Mynt é o aplicativo ideal para você. Invista e aprenda sobre crypto ao mesmo tempo com conteúdos descomplicados para todos os públicos. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosBitcoin

Mais de Future of Money

União Europeia vai apoiar projeto que usa blockchain para criar soluções de sustentabilidade

ETFs de Ethereum podem atrair US$ 10 bilhões e levar cripto à máxima histórica, diz analista

Show com Lauryn Hill e Mano Brown no Allianz Parque lança NFTs comemorativos

Governo da Alemanha conclui vendas de bitcoin e soma R$ 15 bilhões arrecadados

Mais na Exame