Em 10 meses, Google, Samsung, PayPal e Microsoft investiram US$3,6 bilhões em empresas de blockchain

Google foi a maior investidora com US$ 1,5 bilhão. Outros investidores notáveis incluem BlackRock, Morgan Stanley e Goldman Sachs
Dezenas de projetos em blockchain receberam o investimento das gigantes (John Smith/Getty Images)
Dezenas de projetos em blockchain receberam o investimento das gigantes (John Smith/Getty Images)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 17/08/2022 às 14:11.

A Alphabet, empresa controladora do Google, despejou a maior quantidade de capital na indústria de blockchain em comparação com qualquer outra empresa pública, investindo US$ 1,5 bilhão entre setembro de 2021 e junho de 2022, mostra um novo relatório.

Em uma publicação publicada pela Blockdata nesta quarta-feira, 17, a Alphabet (Google) foi revelada como o investidor de maior peso em comparação com as 40 principais empresas públicas que investiram em empresas de blockchain e cripto durante o período.

A empresa investiu US$ 1,5 bilhão no espaço, concentrando-se em quatro empresas de blockchain, incluindo a plataforma de custódia de ativos digitais Fireblocks, a empresa de jogos Web3 Dapper Labs, a ferramenta de infraestrutura Bitcoin Voltage e a empresa de capital de risco Digital Currency Group.

(Mynt/Divulgação)

Isso contrasta fortemente com o ano passado, quando o Google diversificou seu esforço de financiamento muito menor de US$ 601,4 milhões em 17 empresas baseadas em blockchain, que novamente incluíam Dapper Labs, juntamente com Alchemy, Blockchain.com, Celo, Helium e Ripple.

O aumento do investimento do Google na indústria de blockchain é consistente com as outras 40 principais empresas de capital aberto, com US$ 6 bilhões no total sendo investidos durante esse período, em comparação com US$ 1,9 bilhão entre janeiro de 2021 a setembro de 2021 e US$ 506 milhões em todo o ano de 2020.

(Blockdata/Reprodução)

Os outros grandes investidores corporativos incluem a empresa de gestão de ativos BlackRock, que investiu US$ 1,17 bilhão, o banco de investimentos Morgan Stanley, que investiu US$ 1,11 bilhão, e a empresa de eletrônicos Samsung, com investimentos totalizando US$ 979,2 milhões.

Assim como o Google, Morgan Stanley e BlackRock adotaram uma abordagem mais concentrada, investindo em apenas duas ou três empresas durante o período. No entanto, a Samsung foi de longe o investidor mais ativo, tendo investido em 13 empresas diferentes.

Os dados também descobriram que as empresas que oferecem alguma forma de soluções de token não fungível (NFT) têm sido o investimento mais popular:

“Muitos deles pertencem a indústrias como jogos, artes e entretenimento e tecnologia de contabilidade distribuída (DLT).”

Os investimentos restantes foram divididos entre empresas que fornecem Blockchain-as-a-Service (BaaS), infraestrutura, plataformas de contrato inteligente, soluções de dimensionamento e plataformas de custódia de ativos digitais.

Os dados também descobriram que os bancos começaram a aumentar sua exposição a empresas de cripto e blockchain, impulsionados por um aumento na demanda de clientes por serviços de criptomoedas. Entre os bancos que se encontram no topo da lista de investidores em criptomoedas estão o United Overseas Bank, o Commonwealth Bank of Australia e o BNY Mellon.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok