Elon Musk não está por trás de alta da criptomoeda shiba inu, dizem dados

Especialista afirma que as criptomoedas-meme tendem a se beneficiar mais quando o apetite de risco por parte de investidores está em alta
Rally pode ter pouca coisa a ver com o post do Elon Musk no Twitter sobre seu cachorrinho Floki na tarde de 4 de outubro (Melody Less/Unsplash/Reprodução)
Rally pode ter pouca coisa a ver com o post do Elon Musk no Twitter sobre seu cachorrinho Floki na tarde de 4 de outubro (Melody Less/Unsplash/Reprodução)
C
CoindeskPublicado em 08/10/2021 às 12:09.

Aparentemente, o mercado cripto ainda não enjoou das criptomoedas-meme de temática canina. A auto proclamada “assassina de DOGE”, shiba inu (SHIB), obteve alta de quase 400% na última semana, fazendo com que o token se tornasse o 13º no ranking das criptomoedas com maior valor de mercado, de acordo com dados da CoinGecko.

Essa alta inesperada de uma criptomoeda aleatória entre milhares de outras deixou alguns investidores intrigados: por que a SHIB e por que agora?

“Eu diria que é apenas cripto sendo cripto”, disse Ashwath Balakrishnan, da Delphi Digital. “Quando mercados assumem mais riscos, as criptomoedas-meme tendem a se beneficiar”.

Além da narrativa popular de que o CEO da Tesla, Elon Musk, tenha acidentalmente causado a alta no preço, dados do blockchain demonstram que o rally aparentemente irracional pode ter sido causado por movimentações de baleias, ou seja, investidores que detém grandes quantidades de uma criptomoeda, que foram seguidas pelo poder dos investidores do varejo, os chamados “SHIBArmy”.

As 'baleias' da SHIB

Dados da Santiment demonstram que o número de transações com SHIB equivale à mais de 1 milhão de dólares e vêm subindo drasticamente em conjunto ao preço.

Uma conta no Twitter que rastreia carteiras digitais também detectou uma "baleia" (como são chamados os grandes investidores) comprando mais de 6 trilhões de SHIB em 30 de setembro, apenas alguns dias antes da movimentação intensa no preço da criptomoeda nos dias seguintes.

(Santiment/Reprodução)

É possível notar que as compras de SHIB por parte de baleias também ocorreram após a organização indiana “Crypto Covid Relief” anunciar em 23 de setembro que a conversão de 50 trilhões de tokens SHIB – doados pelo cofundador da Ethereum, Vitalik Buterin – na stablecoin USDC havia sido completada. A empresa baseada em Londres Wintermute foi a responsável pela conversão.

A Wintermute não respondeu aos pedidos para comentar o caso.

Enquanto as movimentações de baleias com a SHIB podem nos dar um vislumbre de como a alta pode ter sido desencadeada, a grande quantidade de transações de baleias pode não ser a melhor notícia para a SHIBArmy, porque de acordo com a Santiment, isso também coincide com um topo local de preço.

Frenesi do varejo

No lado do varejo, dados da empresa de análise de blockchain Kaiko demonstram que o volume de transações subiu em todos os oito mercados de SHIB/USDT com mais liquidez durante o final da tarde de 4 e 5 de outubro.

De acordo com Clara Medalie, head de research da Kaiko, é comum que o volume de transações de diferentes corretoras siga na mesma direção porque os mercados são integrados e sobrepostos. Como um resultado disso, os dados de negociações dos pares SHIB/USDT em oito corretoras centralizadas não conseguem nos dar uma resposta sobre onde e como a alta se iniciou.

A conclusão também é apoiada por dados em dois pares envolvendo a SHIB de uma única corretora, a Coinbase, de acordo com Dessislava Aubert, analista de research da Kaiko. (Kaiko/Reprodução)

Na Coinbase, a média de tamanho de negociações cresceu para SHIB/USD e SHIB/USDT, sugerindo que a popularidade do token está construída em uma “base mais ampla de clientes”, seja os nativos do mundo cripto ou os novatos.

Linha do tempo da alta

Enquanto os dados não nos dão uma resposta para onde a alta se iniciou, a linha do tempo mostra que o rally pode ter pouca coisa a ver com o post do Elon Musk no Twitter sobre seu cachorrinho Floki na tarde de 4 de outubro.

Desde que o preço da SHIB começou a subir, existiu a narrativa popular de que o post de Musk, um bilionário que é conhecido por adorar a dogecoin, tenha desencadeado os lucros malucos da SHIB.

“Eu não tenho 100% de certeza do que desencadeou a alta, mas provavelmente os investidores apenas se sentiram mais confortáveis, uma vez que o mercado começou a subir por inteiro”, afirmou Lucas Outumuro, head de research da IntoTheBlock.

Conversas no grupo do Telegram da SHIB e na comunidade do Reddit estão lotados de mensagens que encorajam pessoas a comprar mais SHIB sem vender nenhuma unidade, com especulações de que o aplicativo de corretagem online Robinhood pode prover o suporte para a criptomoeda-meme em breve.

Um representante da Robinhood afirmou que a companhia não tem comentários a fazer sobre o rumor.

Queima dos tokens

Apesar dos ganhos, o preço do token ainda está um pouco abaixo de sua alta histórica de maio, que ocorreu após o token ser listado por grandes corretoras de criptomoedas. Com o crescente valor de mercado da criptomoeda canina, a alta da SHIB também veio quando seu fornecimento total começou a reduzir.

Além dos tokens doados à caridade, Buterin enviou mais de 410 trilhões de SHIB para um endereço desativado, tirando as moedas de circulação.

De acordo com um post de um dos membros do time da shiba inu no Medium, o projeto irá implementar uma série de lançamentos exclusivos de tokens não fungíveis (NFTs) nos próximos dias, o que irá incluir um novo mecanismo de queima dos tokens.

Sempre que o dono do NFT mudar o nome de um dos 10.000 NFTs “Shiboshi”, 100 dólares em SHIB serão queimados.

“Se todo mundo nomear seus Shiboshis, será uma queima de um milhão de dólares”, afirmava o post.

De acordo com a Etherscan, o maior detentor de SHIB é um endereço marcado como “buraco negro”, que apenas recebeu tokens SHIB. Também é o endereço utilizado por Buterin para queimar suas SHIBs.

No momento, existem apenas 497 trilhões de unidades de SHIB circulando no mercado, de acordo com a CoinGecko, de um total de 1 quadrilhão.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube