Dogecoin dispara 40% e atinge máxima histórica

O Dogecoin, lançado como uma crítica satírica ao frenesi das criptomoedas de 2013, subiu 41% nas últimas 24 horas para um recorde de 0,68 dólar

A moeda virtual Dogecoin, baseada em um meme, disparou nesta quarta-feira para uma máxima histórica, estendendo sua alta de 2021 e se tornando a quarta maior moeda digital.

O Dogecoin, lançado como uma crítica satírica ao frenesi das criptomoedas de 2013, subiu 41% nas últimas 24 horas para um recorde de 0,68 dólar, de acordo com o CoinMarketCap.

Só neste ano, ela disparou mais de 14.000%, de 0,00468 dólar em 31 de dezembro, ultrapassando criptomoedas mais amplamente utilizadas, como a stablecoin Tether e o XRP, tornando-se a quarta maior em valor de mercado.

O Dogecoin — que tem como símbolo um cachorro da raça shiba inu — permanece pouco usada no comércio ou pagamentos. Como outras moedas digitais, é altamente volátil e seu preço é fortemente influenciado por usuários de mídia social.

Alguns participantes do mercado de criptomoedas disseram que sua volatilidade era sua principal atração, com uma mistura de investidores de varejo e formadores de mercado alimentando seus volumes de negociação.

Dogecoins acumulam um valor de 88 bilhões de dólares, em comparação com 1 trilhão do bitcoin e 391 bilhões do ethereum.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.