Visa vai utilizar criptomoeda USDC para liquidar transações

Utilizando a rede do Ethereum, a implementação do USDC para liquidação de transações é o primeiro passo da empresa no caminho da adoção de criptomoedas
 (Bloomberg/Getty Images)
(Bloomberg/Getty Images)
L
Lucas Josa

Publicado em 29/03/2021 às 14:57.

Última atualização em 29/03/2021 às 16:29.

A maior rede de pagamentos do mundo anunciou nesta segunda-feira, 29, uma nova funcionalidade em sua plataforma, que permitirá que empresas parceiras da Visa liquidem suas transações utilizando a criptomoeda USDC, que é uma stablecoin lastreada em dólar e tem o objetivo de fornecer uma paridade com a moeda norte-americana.

Em seu comunicado, a Visa explicou que a nova funcionalidade é fruto de uma parceria com a Crypto.com, uma plataforma de negociação de criptomoedas, que tem como diferencial um cartão de débito Visa, que permite que seus usuários utilizem seus saldos em moedas digitais para realizar as suas compras.

Atualmente, quando um usuário da Crypto.com utiliza o cartão para algum pagamento, é realizada uma conversão para dólares do montante necessário para a transação e o valor equivalente é debitado de seu saldo em criptomoedas. Diariamente, todas as transações realizadas com o cartão precisam ser pagas, então a Crypto.com converte as criptomoedas debitadas do saldo dos usuários para dólar, envia para um banco, transfere para uma conta de pagamentos da Visa e somente após isso, as transações são de fato liquidadas.

Com o novo projeto, a Crypto.com irá utilizar o saldo convertido para dólares e enviará o montante equivalente na Stablecoin USDC diretamente para o endereço de recebimento Ethereum da Visa, liquidando quase que instantaneamente as transações. Com o novo projeto, a maior parte do caminho é eliminada, tornando o processo mais rápido, seguro e barato.

“O anúncio de hoje é um marco importante em nossa capacidade de atender às necessidades das fintechs que administram seus negócios em uma Stablecoin ou em outras criptomoedas”, disse Jack Forestell, Diretor de produtos da Visa.

Para Jack, a iniciativa está totalmente alinhada com o propósito da empresa como facilitadora de pagamentos ao redor do mundo.

"E é realmente uma extensão do que fazemos todos os dias, facilitando de forma segura os pagamentos em todas as moedas, no mundo inteiro", complementou Forestell.

Na semana passada, o CEO da Visa no Brasil anunciou que a empresa estava implementando as APIs necessárias para que usuários pudessem realizar pagamentos com bitcoin e outras criptomoedas no país. Os pagamentos serão processados pela Visa em parceria com a Anchorage, que também é responsável pela custódia do endereço Ethereum da Visa para recebimento de USDC.

No curso Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, head de criptoativos da EXAME, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o funcionamento. Confira.

 

 

 

Veja Também

Renda no tempo livre: veja como ganhar até R$ 224 em algumas horas
Onde Investir
Há 13 horas • 5 min de leitura

Renda no tempo livre: veja como ganhar até R$ 224 em algumas horas

Vereadora de Curitiba propõe uso de criptomoedas no pagamento de IPTU
Future of Money
Há 14 horas • 2 min de leitura

Vereadora de Curitiba propõe uso de criptomoedas no pagamento de IPTU

Corretora dará R$ 120 para quem deseja investir em criptomoedas
Minhas Finanças
Há 16 horas • 2 min de leitura

Corretora dará R$ 120 para quem deseja investir em criptomoedas