PayPal: com moedas digitais, sistema financeiro vai avançar 30 anos em 5

CEO da companhia, Dan Schulman prevê bitcoin liderando 'revolução' no sistema financeiro e diz que uso de cartões de crédito deverá cair nos próximos anos

Em evento da Forbes sobre criptoativos e blockchain, na última terça-feira, 13, Dan Schulman, CEO do PayPal, disse acreditar que nos próximos cinco anos haverá mais mudanças no sistema financeiro do que nos últimos 30 anos e afirmou que o bitcoin vai liderar o caminho.

"Estamos entrando na era do dinheiro digital, e essas moedas digitais são promissoras, sejam criptomoedas ou Moedas Digitais de Bancos Centrais [CBDCs]. Acho que as moedas digitais podem melhorar os sistemas de pagamento e tornar o sistema financeiro mais inclusivo e mais barato", disse, durante o "2021 Blockchain Symposium: Crypto Goes Corporate", da Forbes.

O executivo também mencionou a perspectiva de redução de uso de dinheiro físico e de cartões de crédito nos próximo cinco a 10 anos e afirmou que um dos maiores desafios da sociedade atualmente é o fato de milhões de pessoas por todo o mundo estão sendo excluídas do sistema financeiro. Para Schulman, o sistema financeiro atual é ineficiente e isso é ainda mais nítido com setores da população de mais baixa renda. "Não é nem um pouco inclusivo".

Dan Schulman disse que, para tentar resolver essas questões, o PayPal pretende oferecer aos seus usuários mais do que a possibilidade de comprar, vender e guardar criptomoedas como bitcoin, ether e litecoin e disse que a utilização de criptomoedas para pagamentos, anunciada pela empresa em março, é apenas o começo: "O PayPal realmente quer usar as criptomoedas como fonte de financiamento de pagamentos do dia a dia".

Questionado sobre quanto tempo será necessário até o PayPal atingir um volume de negociação de 200 milhões de dólares, que a exchange Coinbase precisou de 13 meses para atingir com o seu sistema de pagamentos com criptomoedas, Schulman disse que, no caso do PayPayl, "é uma questão de meses, ou menos", citando que, enquanto a Coinbase tem 8 mil lojistas credenciados, o PayPal tem 30 milhões. Além disso, o número de usuários também é quase oito vezes maior, chegando a 375 milhões de pessoas no mundo.

Apesar do otimismo sobre as criptomoedas e da perspectiva de facilitar a sua adoção e uso pelos clientes do PayPal, Schulman afirmou que a empresa não pretende alocar parte de suas reservas em bitcoin em 2021. "Acho que a probabilidade disso acontecer é muito baixa", disse, citando que o patrimônio do PayPal deve, obrigatoriamente, ser alocado em ativos de baixa volatilidade.

No curso Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, head de criptoativos da EXAME, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o funcionamento. Confira

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.