Papel higiênico e pizzas não-fungíveis: grandes marcas adotam os NFTs

Ações de marketing da Procter & Gamble e da Pizza Hut utilizam os tokens não fungíveis para promover produtos e confirmam adoção dos NFTs pelo público 'mainstream'

Apesar do bitcoin já não ser mais algo ligado a um grupo restrito de pessoas, o mercado de criptoativos, de forma geral, ainda pode ser classificado como um nicho. Mas uma tecnologia ligada à esse universo está rompendo todas as barreiras e se tornando algo absolutamente popular: os NFTs.

Depois de um NFT com uma obra do artista Beeple ser arrematada por 70 milhões de dólares em um leilão na tradicional casa de leilões Christie's, de famosos como Elon Musk e Jack Dorsey se envolverem neste universo, de grandes nomes da música como Grimes e Kings of Leon faturarem com o formato, e de marcas esportivas como a NBA ou a Fórmula 1 lançarem suas plataformas de NFTs, agora chegou a vez das grandes empresas.

Nesta semana, a marca de papel higiênico Charmin, que pertence à Procter & Gamble, anunciou o leilão de cinco obras de arte inspiradas no seu principal produto. A empresa ainda fez um trocadilho, chamando seus tokens de "NFTPs", e não NFTs: são os "non-fungible toilet papers", ou "papeis higiênicos não-fungíveis".

Os desenhos — alguns com animação, como um arquivo GIF — foram transformados em NFTs e já têm lances acima de 1.500 dólares (cerca de 8.300 reais). A companhia afirma que todos os fundos arrecadados no leilão, realizado no site Rarible, especializado em NFTs, serão doados para uma organização sem fins lucrativos chamada Direct Relief.

Quem também entrou na onda dos NFTs — e dos trocadilhos —, foi a Pizza Hut. A rede de pizzarias lançou, no Canadá, a sua "pizza não-fungível", ou NFP, na sigla em inglês. Desde 16 de março, a marca lança, todos os dias, um novo "1 Byte Favourites", que são NFTs com desenhos em estilo 8-bit (como videogames antigos), inspirados nos sabores das pizzas da marca, e os coloca em leilão, também no Rarible.

“Estamos muito animados para lançar '1 Byte Favourites' como uma oportunidade de dar aos fãs outra maneira de colocar as mãos em suas receitas favoritas da Pizza Hut, mesmo que seja virtualmente”, disse Daniel Meynen, diretor de marketing da Pizza Hut Canadá. “É uma maneira divertida de entregar nossos favoritos em uma plataforma emergente onde as pessoas podem realmente apreciar a pizza perfeita para sempre.”

Os NFTs são tokens únicos cujas informações são registradas na blockchain. Diferentemente do bitcoin ou de criptoativos "comuns", não existem NFTs iguais — é daí que vem o termo "não-fungível".

Assim, eles têm sido utilizados como forma de garantir exclusividade e autenticidade de itens digitalizados, sejam fotos, vídeos, áudios ou desenhos. Mesmo que um artista crie vários NFTs de uma mesma obra, cada token continuará sendo único, já que cada um deles terá números de série diferentes.

As ações de marketing da Charmin e da Pizza Hut se aproveitam de um tema cada vez mais popular, em alta nas redes sociais e presente entre os públicos-alvos da marca, e, ao mesmo tempo, reforçam a tese de que a tecnologia blockchain vai muito além da compra e venda de bitcoin ou outras criptomoedas, e que o universo dos criptoativos pode apresentar novos modelos e soluções em diferentes setores.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.