No Oscar, sacola de brindes de R$ 1 milhão inclui NFT de Chadwick Boseman

Homenagem ao ator falecido no ano passado é um dos brindes entregues aos artistas indicados ao Oscar; edição extra será colocada em leilão beneficente

Na cerimônia do Oscar, realizada no último domingo, 25, os artistas indicados nas categorias de melhor ator, melhor atriz e melhor diretor ganham, além da chance de levar a cobiçada estatueta, também uma sacola com brindes, que já é tradição na maior premiação do cinema mundial. Neste ano, entretanto, o prêmio extra veio com uma novidade: um NFT.

A sacola de brindes para os ganhadores do Oscar inclui ítens de luxo e são avaliadas em mais de 200 mil dólares, ou mais de 1 milhão de reais cada. Ela inclui pacote de viagem, joias e até itens mais simples como meias e velas. Mas o que chamou a atenção dos 25 agraciados com o prêmio foi o token não-fungível criado em homenagem ao ator Chadwick Boseman, falecido no ano passado.

Os NFTs são tokens em blockchain que são únicos e não podem ser divididos, e se tornaram populares como forma de digitalizar obras de arte e ítens colecionáveis com certificado de autenticidade e propriedade registrados em blockchain. Apesar disso, podem ser usados para outros fins, como ingressos para eventos e até registro de patentes.

Chadwick Boseman, indicado ao prêmio de melhor ator por sua interpretação do trompetista Levee Green em "A Voz Suprema do Blues", foi homenageado com um NFT desenvolvido pelo artista 3D, Andre Oshea. Além dos 25 indicados aos prêmios, que receberão um NFT cada, um última edição do desenho, com tiragem de 26 unidades, será leiloada no site Rarible, com parte do valor arrecadado revertido à Colon Cancer Foundation, instituição de combate ao mesmo tipo de câncer que causou a morte do ator.

Segundo Oshea, "a forma de imortalizar um artista é honrá-lo com uma arte". Ele também afirma que desenvolver a obra de arte foi um dos trabalhos mais desafiadores e recompensadores de sua carreira como artista. O NFT em homenagem ao ator é composto por uma animação com o rosto de Chadwick Boseman, além, claro, dos certificados de autenticidade e outros dados registrados em blockchain.

Chamado de "Everybody Wins", a sacolinha de brindes para os indicados ao Oscar também precisou, como praticamente toda a cerimônia, ser adaptada aos tempos de pandemia. Ao invés de entregue em mãos, ela será enviada para os ganhadores por um serviço de delivery.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.