Empresa de bitcoin recebe aporte bilionário do Morgan Stanley e da MassMutual

NYDIG recebe R$ 1,14 bilhão em rodada de investimentos liderada por nomes de peso; lista também inclui New York Life, Stone Ridge, Soros Fund e FS Investments

A empresa norte-americana de soluções em custódia de bitcoin NYDIG anunciou nesta segunda-feira, 8, que recebeu aporte de 200 milhões de dólares (1,14 bilhão de reais) e uma rodada de investimentos liderada por Stone Ridge Holdings Group, Morgan Stanley, New York Life, MassMutual, Soros Fund Management e FS Investments.

"Essas parcerias não deixam dúvidas de que a adoção institucional do bitcoin chegou e, além disso, que a NYDIG é a parceira escolhida por empresas de serviços financeiros sérias, com os mais altos padrões fiduciários e de diligência. Nos próximos meses e trimestres, espere por uma explosão de inovação em produtos e serviços ligados ao bitcoin pela NYDIG, em parceria com nossos novos investidores", disse Robert Gutmann, fundador e CEO da NYDIG.

A empresa, focada em soluções e serviços para investidores institucionais no mercado de criptoativos, ajudou a MassMutual, seguradora dos EUA com mais de 675 bilhões de dólares em ativos e uma das maiores receitas do país, a realizar a compra, em 2020, de 100 milhões de dólares em bitcoin.

A New York Life, que também participou da rodada, é outra que atua na área de seguros: é a terceira maior companhia de seguros de vida dos EUA e tem quase 600 bilhões de dólares em recursos sob sua gestão.

Como um exemplo de aceleração da adoção institucional do bitcoin citada por Gutmann, a NYDIG também anunciou nesta segunda que as seguradoras agora possuem, no total, mais de 1 bilhão de dólares de exposição ao bitcion, direta e indireta, facilitada e mantida na plataforma de custódia institucional auditada e segurada da NYDIG.

"Estou emocionado com o que esse grupo de investidores incríveis significará para a NYDIG, mas especialmente para o Bitcoin", comentou Ross Stevens, fundador e presidente-executivo da NYDIG.

A NYDIG vem mostrando ao mercado que está aproveitando a alta do mercado de criptoativos para se desenvolver. Em janeiro, adquiridiu a Digital Assets Data, a fim de expandir sua oferta de análise de dados, e, em fevereiro, solicitou à SEC — a "CVM dos EUA" — a aprovação de um ETF de bitcoin a ser listado no país, que ainda aguarda resposta da autarquia.

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, head de criptoativos da Exame, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o funcionamento. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.