Destino de ex-mineradores da Ethereum permanece incerto após The Merge

Proprietários de equipamento específico para mineração de ether estariam recorrendo a outros projetos após atualização da Ethereum que abandonou mineração
Ethereum abandonou mineração em última atualização (Akos Stiller/Bloomberg/Getty Images)
Ethereum abandonou mineração em última atualização (Akos Stiller/Bloomberg/Getty Images)
C
Cointelegraph BrasilPublicado em 27/09/2022 às 10:04.

Já se passaram quase duas semanas desde que a Ethereum fez sua transição histórica de Prova de Trabalho (PoW) para Prova de Participação (PoS), e alguns ex-mineradores de ether estão em dúvida sobre como seguir em frente.

Após a fusão, muitos analistas do mercado foram ao Crypto Twitter para discutir o que aconteceria com esses ex-mineradores. No dia do The Merge, um usuário do Twitter escreveu:

"A mineração de GPU está morta menos de 24 horas após o merge. Aqui estão as três maiores cadeias de #GPU e a lucratividade diária atual com uma GPU 3090 é de US$ 0,06 por kwh ETC, US$ -0,07 XMR, e US$ -0,37 RVN. As únicas moedas que geram lucro não têm valor de mercado ou liquidez. O lucro não é real".

Outro usuário sugeriu em um tweet que os ex-mineradores iriam migrar para a próxima moeda lucrativa, acrescentando: “Como um minerador RVN, duvido que ele se mantenha lucrativo após o halving."

"Ex-mineradores da Ethereum vão migrar para a moeda que é mais lucrativa. Como minerador de RVN, duvido que ele se mantenha lucrativo após o halving", publicou.

O Cointelegraph entrou em contato com alguns ex-mineradores da Ethereum para descobrir quais eram seus planos. No entanto, o consenso geral revelou que muitos ainda não estavam decididos sobre seus próximos passos. O ex-minerador Christian Ander disse ao Cointelegraph:

“Para ser honesto, eu ainda não sei. Vender o poder de processamento de GPU para outros serviços intensos de computação está longe de ser tão lucrativo quanto minerar ether.”

(Mynt/Divulgação)

“Eu mesmo estou pesquisando e meus parceiros também estão procurando opções”, acrescentou Ander, observando também que “os proprietários de GPUs estão pesquisando e vendendo energia para projetos não criptográficos. E quando os preços da energia estão muito altos, eles desligam e vendem a energia adicional para a rede.” Ander disse que atualmente não está minerando nenhuma criptomoeda e está apenas avaliando o mercado.

Outro ex-minerador da Ethereum, Kevin Aguirre, disse ao Cointelegraph que havia vendido seu hardware para um parceiro, que agora o estava usando para minerar outras moedas, observando:

“Eu me arrependo um pouco do investimento em meu equipamento de mineração, mas no final, ela apoiou a mim e minha família durante a pandemia.”

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok