Mastercard lança solução de IA para proteção contra ataques cibernéticos

Cyber Secure usa inteligência artificial para detectar riscos e vulnerabilidades de clientes contra ataques e fraudes que geram prejuízo bilionário

A Mastercard anunciou nesta semana o lançamento do Cyber ​​Secure, pacote de ferramentas baseado em inteligência artificial (IA) que permite que os bancos avaliem riscos cibernéticos em seus ecossistemas e evitem possíveis fraudes e outras violações.

Com esses recursos, os bancos poderão identificar e priorizar ameaças e vulnerabilidades em todo o ambiente cibernético. Além disso, os bancos adquirentes poderão ajudar os comerciantes a entender seus próprios riscos cibernéticos, possivelmente evitando a perda de centenas de milhões de dólares em fraudes.

À medida que a economia digital cresce, tanto em tamanho quanto em complexidade, aumentam também suas vulnerabilidades, que deixam as empresas do setor sujeitas a ataques e fraudes. Dados recentes estimam que uma empresa será vítima de um ataque de ransomware a cada 11 segundos no próximo ano.

“O mundo hoje enfrenta um problema de violação cibernética que custa mais de 5 trilhões de dólares. Esta é uma das maiores ameaças à confiança do consumidor. Na Mastercard, nosso objetivo é estar à frente dos fraudadores e aprimorar a proteção de ambientes cibernéticos para nossos clientes bancários e comerciais. Com o Cyber ​​Secure, temos um conjunto de recursos cibernéticos alimentados por IA que nos permite fazer exatamente isso, garantindo confiança em todas as experiências, para empresas e consumidores”, disse Ajay Bhalla, presidente de Cyber e​ Intelligence da companhia.

O Cyber ​​Secure é um grande passo para a quantificação e priorização de vulnerabilidades cibernéticas. Ao capacitar os bancos para monitorar e rastrear continuamente sua postura cibernética, isso leva o setor a um estado mais proativo no gerenciamento e prevenção de comprometimento de dados, protegendo a integridade do ecossistema de pagamento e dos dados dos consumidores. Além disso, ajuda a reduzir as perdas financeiras associadas a ataques, economiza tempo e recursos e fornece uma visão abrangente do risco cibernético por meio de um aplicativo.

O Cyber Secure avalia riscos utilizando IA avançada, que combina várias fontes de dados públicas e privadas com base em 40 critérios de segurança e infraestrutura, com o impacto e a importância de cada vulnerabilidade analisada para produzir uma classificação de risco cibernético.

Em 2019, a Mastercard economizou às partes interessadas 20 bilhões de dólares em fraudes por meio de seus sistemas de segurança e o valor tende a ficar ainda mais elevado com o novo sistema.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.