Criptomoedas enfrentam dificuldades, mas jogos em blockchain continuam a crescer, diz relatório

O relatório parece mostrar que a turbulência nos mercados de criptomoedas falhou em abalar os investimentos em vários projetos de jogos em blockchain e metaverso, que seguem avançando
STEPN, Splinterlands e Illuvium são alguns exemplos (iStock/GettyImages/Reprodução)
STEPN, Splinterlands e Illuvium são alguns exemplos (iStock/GettyImages/Reprodução)
Por Cointelegraph BrasilPublicado em 22/06/2022 13:54 | Última atualização em 22/06/2022 09:21Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Os jogos em blockchain foram o assunto do último DappRadar x BGA Games Report #5, publicado na terça-feira, 21. O relatório analisou ecossistemas e investimentos saudáveis ​​que chegam aos mercados GameFi e metaverso.

Vários projetos foram abordados em detalhes no relatório, que delineou seu sucesso e crescimento contínuos. Splinterlands, Illuvium, Galaverse e STEPN continuaram trazendo novos players para suas plataformas, ganhando interesse financeiro e expandindo seus negócios.

DappRadar afirmou que um tema comum entre muitos desses projetos populares era a utilidade subjacente fornecida pelo próprio aspecto do jogo. Os projetos de GameFi e metaverso começaram a utilizar tokens não fungíveis (NFTs) e tokens cripto de maneiras diferentes da pura especulação – um exemplo sendo os tênis em NFT no projeto STEPN, que pode ser comprado e vendido no metaverso, potencialmente oferecendo algum incentivo além dos aspectos de exercício do jogo.

(Mynt/Divulgação)

O relatório indica que a própria jogabilidade demonstrou, pelo menos parcialmente, utilidade no contexto do metaverso no segundo trimestre de 2022. Como o bitcoin estava em declínio no início de junho, o jogo blockchain Illuvium vendeu 20.000 terrenos, gerando 4.018 ether por seus desenvolvedores, no valor de US$ 72 milhões na época da venda. O relatório sugere que Splinterlands mantém 350.000 carteiras ativas únicas diárias (UAW) desde maio, mostrando um ligeiro declínio de 4% em relação a abril.

Os investimentos continuaram a rolar para o espaço também. A A16z e a Dapper Labs investiram US$ 1,3 bilhão em tecnologias GameFI e metaverso, parecendo indicar interesse e suporte contínuos de capital de risco. O blockchain descentralizada Flow também recebeu um investimento de US$ 725 milhões da Dapper Labs para apoiar suas iniciativas relacionadas ao metaverso, como NBA Top Shots.

As tecnologias relacionadas ao metaverso ainda parecem estar em um período de incubação e provavelmente têm um longo caminho pela frente. Questões de interoperabilidade, preocupações de segurança, clareza jurídica, usos e usos indevidos, instabilidade do mercado e mau sentimento do mercado continuam a ser grandes obstáculos para a nova tecnologia.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok