Jogador da NFL espalha outdoors com crítica a Elon Musk: 'Foque no espaço'

Atleta, que é um famoso entusiasta do bitcoin, lança campanha com críticas ao CEO da Tesla e da SpaceX, que fez preço da criptomoeda despencar outra vez nesta sexta-feira

O jogador de futebol americano Russel Okung, que atua na NFL, principal liga da modalidade nos EUA, é um famoso entusiasta do bitcoin e não está nada feliz com a atuação de Elon Musk no setor: na última semana, espalhou outdoors pelos EUA com a mensagem "stick to space, Elon" - algo como "foque apenas no espaço, Elon", na tradução livre.

Apesar de ter ajudado a levar o bitcoin ao maior preço de sua história após o anúncio da compra de 1,5 bilhão de dólares no ativo digital pela Tesla, em fevereiro, depois disso Elon Musk passou a criticar a criptomoeda frequentemente, fazendo com que o preço despencasse a cada manifestação sobre o assunto.

Foi assim quando o executivo anunciou que a Tesla deixaria de aceitar bitcoin como pagamento - que desencadeou o último "crash" no mercado de criptoativos - e em várias outras oportunidades. A última delas na quinta-feira, 3, quando usou piadas e um trocadilho com músicas da banda Linkin Park para dizer que estava de "coração partido" com o bitcoin - as mensagens tiveram efeito imediato no preço da criptomoeda, que caiu 8% nas horas seguintes à publicação, passando de 39 mil para cerca de 36 mil dólares.

Okung decidiu agir, e lançou a campanha "bitcoin is..." ("bitcoin é...", em portguês), cujo objetivo é educar as pessoas sobre o mercado de criptoativos e "combater a narrativa sobre o impacto ambiental do bitcoin" - que foi usada pela Tesla no anúncio sobre deixar de aceitar bitcoin como pagamento por seus carros elétricos.

Os outdoors com a mensagem foram espalhados por Miami, cidade que recebe nesta semana a Bitcoin Conference, um dos maiores eventos sobre o assunto no mundo, e também colocados em frente às sedes da SpaceX, empresa de exploração espacial de Elon Musk, em Brownsville, no Texas (EUA), e da fábrica da Tesla, em Santa Clara, na Califórnia (EUA).

"Os outdoors têm como objetivo fazer um gentil lembrete ao público de que Musk está envolvido com o bitcoin há apenas alguns meses e não é uma autoridade no assunto”, diz o comunicado de imprensa da campanha, cujo slogan faz um trocadilho com a frase "stick to sports", ou algo como "foque apenas nos esportes", comumente usada nos EUA para criticar atletas que emitem opinião sob outros temas, em especial àqueles socialmente sensíveis, como o racismo.

“O bitcoin é a melhor chance de liberdade da humanidade. A narrativa pública precisava de correção, pois Elon aparentemente não entendeu seu verdadeiro benefício para nossa espécie”, disse Okung, em entrevista ao site Decrypt. “Nenhum indivíduo é uma ameaça ao bitcoin no grande esquema das coisas. Nas palavras de Elon, é inevitável. Seu impacto sobre o bitcoin é temporário.”

Não é a primeira vez que o jogador do Carolina Panthers sai publicamente em defesa do bitcoin e das criptomoedas. No início do ano, anunciou que passaria a receber metade do seu salário em bitcoin.

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o seu funcionamento. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também