Hering vai usar criptomoeda brasileira para neutralizar emissão de carbono

A Cia. Hering, um das maiores confecções do Brasil, anunciou que vai usar uma criptomoeda brasileira para neutralizar suas emissões de carbono

A Cia. Hering, um das maiores confecções do Brasil, anunciou que vai usar a MCO2, uma criptomoeda desenvolvida pela MOSS para neutralizar suas emissões de carbono.

Segundo um comunicado distribuído pela empresa a ação antecipa em dois anos a sua meta de neutralização das emissões de gases de efeito estufa e, a partir de 2021, torna-se uma empresa com uma pegada de carbono neutra.

A estratégia também será levada para os produtos da companhia: a marca Hering anunciou a negativação da pegada de carbono do seu produto principal, a camiseta World, que está completando 30 anos. A compensação será realizada pela MOSS, uma das maiores plataformas globais de crédito de carbono, que em abril se uniu ao One River Asset Managament, um dos maiores fundos hedge dos EUA, para iniciar a compensação da pegada de carbono de fundos de bitcoin e criptomoedas.

“Em 2020, aprofundamos nossos estudos sobre a crise climática e como poderíamos participar ativamente da agenda de soluções. Realizamos nosso inventário anual e construímos um plano de ações que envolvem neutralização das emissões com soluções de crédito de carbono, aplicação de ACV (avaliação de ciclo de vida de produto) e treinamentos para a cadeia de produção”, comenta Thiago Hering, CEO da Cia. Hering.

A aplicação da técnica de avaliação de ciclo de vida de produto permite que a companhia e suas marcas tenham uma visão clara dos impactos ambientais, especialmente nos aspectos de emissões de gases de efeito estufa e de uso de recursos hídricos.

Atualmente, a companhia trabalha para implementar a técnica em todas as linhas de produtos, transformando processos e resultados a partir da ciência, em favor do meio ambiente.

O CEO da Cia. explica como foi a lógica de precificação, entendendo o ESG como investimento.

“Inserimos na margem do produto o que podemos chamar de custo de carbono, e partir de agora a World é um produto carbono negativo, que compensa o dobro de sua pegada, conservando a Amazônia. A decisão foi construída pela visão que somos responsáveis pelos impactos, e precisamos buscar soluções que incluam o maior número de pessoas nessa consciência. Isso passa por continuar oferecendo um produto de alta qualidade com preço atrativo”.

Como é feita a compensação?

A compensação será realizada por meio do MCO2, primeiro ativo digital verde verdadeiramente global lastreado em blockchain, criado pela MOSS. Um token de MCO2 equivale a um crédito de carbono - uma tonelada de gás carbônico que deixa de ser emitida na atmosfera.

Esses créditos de carbono são adquiridos pela MOSS de projetos de preservação da Amazônia com certificação internacional. São as iniciativas que fazem parte do mecanismo REDD e REDD+ (Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação florestal somado à conservação do território).

Além da preservação, eles inserem comunidades ribeirinhas na desejada e necessária transição para a bioeconomia: em que produtos e serviços têm valor agregado por promover a sustentabilidade.

Moss e Hering

 (Moss, Hering/Divulgação)

A Cia. Hering escolheu o projeto Fazenda Fortaleza Ituxi, que ocupa uma área de 150 mil hectares na Amazônia, na região de maior pressão de desmatamento: o município de Lábrea.

A Fazenda Fortaleza Ituxi emprega 150 moradores em atividades como manejo sustentável da floresta e gera mais de mil empregos indiretos em atividades de extrativismo como produção de castanha, açaí, óleo de copaíba e babaçu.

O acordo envolve a compra anual de 40 mil créditos de carbono, o que equivale à preservação de uma área equivalente a 23 mil campos de futebol do tamanho do estádio do Maracanã. Juntas, as iniciativas da Cia. Hering e da marca Hering somam, em 2021, 9,8 milhões de árvores conservadas na floresta.

“A MOSS criou uma tecnologia que permitiu democratizar o acesso ao crédito de carbono tanto para empresas como para pessoas com consciência ecológica. Nunca foi tão fácil e seguro investir em projetos de preservação na Amazônia”, afirma Luis Adaime, fundador e CEO da MOSS. “A parceria com a Cia. Hering e o enorme alcance da marca Hering nos leva a um novo patamar para difundir o conhecimento e a importância do tema. É a prova de que é possível buscar por produtos com atributos de sustentabilidade que estão ajudando a preservar milhões de árvores no ecossistema mais rico do mundo”.

por Cointelegraph Brasil

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também