Especialista diz que novo jogo da série GTA vai incluir uso de criptomoeda

Famoso por vazar informações privilegaidas sobre games, Tom Henderson diz que 'GTA 6', que ainda não tem lançamento confirmado, terá uso de criptomoedas

Famoso por vazar informações privilegiadas sobre alguns dos mais importantes jogos de videogame do mundo, Tom Handerson divulgou, na última quinta-feira, 3, que a nova versão da popular série "Grand Theft Auto" (GTA), ainda sem lançamento confirmado, deverá incluir uma criptomoeda como uma das moedas correntes entre seus personagens.

"Ouvi recentemente que no 'GTA 6' haverá missões em que o pagamento das recompensas para quem completá-las será em bitcoin e não com dinheiro", disse, no Twitter, completando que "o mercado de ações também vai voltar, com o acréscimo de uma corretora de criptomoedas. Se o 'GTA 6' fizer isso direito, será gigante para o mercado cripto".

Após diversas respostas questionando sobre um possível uso real das criptomoedas do jogo, Henderson explicou que a ideia é que tudo isso fique apenas no contexto virtual e fictício do game: "Apenas para evitar confusão, eu me referi a pagamentos 'in-game' com bitcoin. Esses pagamentos viriam de personagens avançados, que necessitam de transferências de valores elevados, indetectáveis e rápidos".

Mais tarde, ele ainda explicou ainda que a criptomoeda utilizada no jogo não será chamada exatamente de bitcoin: "Para evitar ainda mais confusão: eu não estou brincando. Eu ouvi isso de alguém que eu confio e provavelmente [a criptomoeda do jogo] não se chamará exatamente 'bitcoin'. Mas será uma criptomoeda. Tendo isso dito, sempre receba esse tipo de informação com cuidado".

O uso de criptomoedas no jogo divide opiniões nas redes sociais. Primeiro, muitos jogadores questionam como isso poderia ser feito, já que a expectativa é de que a história de "GTA 6" se passe na década de 1980, quando não havia criptomoedas no mundo - o bitcoin, a primeira delas, foi lançado entre 2008 e 2009.

Depois, há uma polêmica entre os entusiastas dos criptoativos. Enquanto uns argumentam que a decisão, se confirmada, poderá ajudar a popularizar o mercado cripto e a fortalecer a visão de que os ativos digitais "vieram para ficar", outros apontam que "GTA" poderá reforçar o esteriótipo de que as criptomoedas são utilizadas majoritariamente para atividades criminosas ou ilegais, já que o jogo se baseia em ações desse tipo, como furtos, assaltos e afins.

Outros usuários também apontam que o uso de mais de uma moeda em um jogo de videogame não é exatamente uma novidade, citando que "Red Dead Redemption 2", produzido pelo mesmo estúdio responsável por "GTA", já utilizava dólares e ouro em sua modalidade de jogo online.

Um dos mais populares games do mundo, "GTA" é a principal marca da Rockstar. O primeiro game da série foi lançado em 1997 e a versão mais recente, o "GTA V", lançado em 2013, arrecadou 1 bilhão de dólares apenas na primeira hora de vendas. Ao todo, foram mais de 140 milhões de cópias vendidas, o que coloca o jogo entre os mais vendidos de todos os tempos.

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o seu funcionamento. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também