CEO de corretora cripto americana se reúne com Roberto Campos Neto

Em meio ao andamento do projeto de regulamentação das criptomoedas no Brasil, o presidente do Banco Central dialogou com CEO de exchange globais em reuniões fechadas à imprensa
De acordo com a agenda oficial divulgada pelo Banco Central, o encontro prevê a apresentação do “cenário macroeconômico” (Chesnot / Colaborador/Getty Images)
De acordo com a agenda oficial divulgada pelo Banco Central, o encontro prevê a apresentação do “cenário macroeconômico” (Chesnot / Colaborador/Getty Images)
Por Cointelegraph BrasilPublicado em 17/05/2022 10:30 | Última atualização em 17/05/2022 15:26Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O presidente do Banco Central do Brasil (BC), Roberto Campos Neto, participa na tarde desta segunda-feira (16) de uma reunião, por videoconferência, em São Paulo (SP), com Brian Armstrong, CEO e cofundador da maior exchange de criptomoedas dos Estados Unidos, Coinbase. Fechada à imprensa, a reunião também contará com as participações do diretor de políticas da corretora, Faryar Shirza, e do gerente sênior de políticas da empresa, John Medel.

De acordo com a agenda oficial divulgada pelo Banco Central, o encontro prevê a apresentação do “cenário macroeconômico” por parte dos representantes da exchange, o que sugere uma avaliação dos efeitos globais no mercado de criptomoedas.

(Mynt/Divulgação)

Na última sexta-feira (13), Roberto Campos Neto também se reuniu com Changpeng Zhao, o CZ, CEO e fundador da maior exchange de criptomoedas, a Binance. Na ocasião, também participaram da videoconferência o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do banco, Renato Dias de Brito Gomes, o CEO e VP de relações governamentais, e Daniel Mangabeira, e Matt Schroder, VP de Expansão Internacional para a América Latina da Binance.

As reuniões acontecem na esteira do andamento do Projeto de Lei (PL) 4401/2021 no Senado no final de abril, proposta que regulamenta as criptomoedas no Brasil. O texto se encontra na Câmara dos Deputados, onde precisa ser aprovado, antes de ser sancionado.

Em março deste ano, durante o encerramento do Ethereum.Rio, CZ confirmou a entrada oficial no Brasil, onde o empresário disse que pretende gerar até cinco mil empregos. O que aconteceu dias após a compra da plataforma brasileira Si;paul investimentos.

No final de março, CZ anunciou a abertura de um escritório no Rio de Janeiro, o que aconteceu após a prefeitura de a prefeitura adotar as criptomoedas como opção para pagamentos de impostos.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok