Future of Money

CEO da Binance apaga post com críticas a rival após anúncio de demissões

Exchange Kraken informou que demitirá cerca de 30% dos seus funcionários devido ao cenário adverso para o setor de criptoativos

J

João Pedro Malar

Publicado em 30 de novembro de 2022, 17h23.

Changpeng Zhao, CEO da corretora de criptoativos Binance, apagou um post no Twitter nesta quarta-feira, 30, com críticas indiretas a uma das principais concorrentes da exchange, a Kraken. A publicação foi feita depois da empresa anunciar que demitiria 30% de todos os seus funcionários.

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

Pouco depois do anúncio de que a Kraken realizaria demissões em massa, Zhao fez uma publicação em que alertou o público a "ter cuidado com plataformas que oferecem retornos anuais altos e/ou têm demissões em massa".

Continua após a publicidade

"Se você não fizer um gerenciamento de riscos agora, não culpe os outros pelas consequências depois", alertou o CEO, conhecido pela comunidade cripto como CZ.

Veja também

-(Mynt/Divulgação)

Apesar de não fazer uma referência direta à corretora de criptoativos rival, o empresário acabou respondendo a um comentário que o acusava de fazer uma "crítica velada" à Kraken depois das notícias sobre as demissões.

"Não estou dizendo que definitivamente há problemas em realizar demissões. [Estou falando] Apenas sobre os princípios de gerenciamento de risco. Além disso, ser uma empresa original [do setor] não significa estar livre de riscos. Enfim, nada contra a Kraken. Apenas dizendo... Sua crítica também é justa", pontuou o CEO da Binance.

Logo após o post, o CEO da Kraken, Jesse Powell, também foi ao Twitter para falar sobre o caso. Ele disse que a corretora de criptoativos estava tendo um "dia difícil", com o número de funcionários retornado a patamares de meses atrás.

"O cenário macroeconômico já estava difícil e resistimos, mas os problemas recentes da indústria diminuíram o otimismo de curto prazo sobre uma recuperação das criptomoedas", explicou Powell, se referindo aos efeitos da falência da FTX.

Segundo ele, a Kraken agora está "melhor posicionada" para o cenário econômico depois das demissões. Ele disse ainda que havia sido um "privilégio" trabalhar com os funcionários demitidos.

Pouco depois, Zhao acabou apagando o post com os comentários, mas manteve sua resposta ao usuário que o acusou de estar criticando a Kraken. Até o momento, ele não falou mais sobre o assunto.

Esta não é a primeira vez que o CEO, considerando um dos maiores nomes do setor de criptoativos, usa as redes sociais para criticar alguns dos seus concorrentes. No dia 22 de novembro, ele também apagou um post em que acusava a Coinbase de falta de liquidez.

CZ havia apontadosupostas divergências nos dados financeiros da corretora de criptoativos, mas se retratou depois que o CEO da Coinbase, Brian Armstrong, entrou em contato com ele e esclareceu os fatos.

Depois disso, ele fez uma publicação dizendo que os números que havia compartilhado "estão errados". "Eu deletei meu tweet anterior. Vamos trabalhar juntos para aumentar a transparência na indústria", disse Zhao.

Cansou de tentar falar com alguém da sua Exchange? Conheça a Mynt, a única no Brasil com atendimento 24 horas e todos os dias, feito por pessoas reais.Abra agora sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais