Future of Money

Blockchain Polkadot anuncia parceria com UTFPR para reforçar aposta no Brasil

Iniciativa vai oferecer curso gratuito de programação para estudantes da universidade, buscando atender a demandas do mercado de trabalho

Polkadot tem investido em ações no Brasil (Reprodução/Reprodução)

Polkadot tem investido em ações no Brasil (Reprodução/Reprodução)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 18 de junho de 2024 às 17h45.

Última atualização em 19 de junho de 2024 às 10h32.

A Polkadot reforçou sua aposta no Brasil e anunciou na última segunda-feira, 17, uma parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). De acordo com a Polkadot, a parceria pretende tornar o Brasil reconhecido como um "centro de pesquisa de ponta em blockchain no mundo todo".

Durante um ano, os alunos da universidade terão acesso ao curso de Rust, que incluirá o desenvolvimento de 10 projetos. O Rust é uma linguagem de programação que foi escolhida pelos desenvolvedores do blockchain para uso na rede.

Os participantes do curso serão capacitados para atender deficiências que o mercado de trabalho apresenta na área, como conhecimentos em imutabilidade e segurança, rastreabilidade, automação de processos, redução de intermediários e maior velocidade com menores custos. Eles também poderão se dedicar à pesquisa na área atuando em conjunto com a comunidade internacional.

"A aproximação da Polkadot com centros de ponta como a UTFPR é uma parceria que não visa apenas pesquisa e formação, mas também o desenvolvimento de tecnologias blockchain que podem trazer valor para a economia brasileira", explica John Rhodel Bartolomé, Blockchain Developer e BD da Polkadot Brasil.

Segundo Bartolomé, "essa união é extremamente importante para que o Brasil possa ser reconhecido não apenas como um país que adota o blockchain, mas que também faz pesquisa de ponta em conjunto com a comunidade científica internacional da Polkadot".

Ações no Brasil

A ação é a quarta anunciada pela Polkadot com foco no Brasil. Recentemente, também foi anunciada uma parceria com a Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Ripple para aprofundar pesquisas em busca de soluções para a interoperabilidade entre redes blockchain e o Drex junto ao Banco Central.

As pesquisas serão realizadas por meio do programa LIFT Learning, iniciativa conjunta do Banco Central e da Fenasbac. O LIFT Learning é um laboratório virtual que une bancos, instituições de pagamento, fintechs e empresas de tecnologia financeira a instituições de ensino superior para o desenvolvimento de soluções para o Sistema Financeiro Nacional.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

“Trazer uma das principais universidades do país para pensar em soluções para problemas de mercado é muito benéfico para todos. Adicionando a isso a participação da Polkadot, uma referência em interoperabilidade e blockchain, temos um projeto que pode ser crucial para a continuidade do que se planeja para o Drex”, afirmou à época Danielle Teixeira, líder de projetos da Fenasbac.

O projeto busca desenvolver uma solução tecnológica que permita transações entre diferentes redes blockchain ao mesmo tempo, mas também garantindo a segurança das operações, o que poderia facilitar o fluxo de informações e recursos entre o Drex e outras plataformas.

Na visão da Polkadot e da Fenasbac, a interoperabilidade de blockchains é um tema crucial para o desenvolvimento do sistema financeiro brasileiro, pois permitirá a integração de diferentes sistemas e a criação de novos produtos e serviços para a população.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:Blockchain

Mais de Future of Money

Show com Lauryn Hill e Mano Brown no Allianz Parque lança NFTs comemorativos

Governo da Alemanha conclui vendas de bitcoin e soma R$ 15 bilhões arrecadados

Goldman Sachs vai lançar projetos de tokenização de ativos até o fim de 2024

JPMorgan diz que mercado cripto terá nova alta em agosto, com queda nas vendas de bitcoin

Mais na Exame