Bitcoin volta a ser aplicação mais rentável para investidor brasileiro após alta de 15,4% em julho

Ainda que esteja em um mercado de baixa desde o início de 2022, preço do bitcoin ensaia recuperação em julho e volta a estrelar entre ativos mais rentáveis
Par BTC/BRL subiu mais de 15% (Madrolly/Getty Images)
Par BTC/BRL subiu mais de 15% (Madrolly/Getty Images)
C
Cointelegraph Brasil

Publicado em 01/08/2022 às 11:08.

Última atualização em 01/08/2022 às 12:36.

O par BTC/BRL subiu 15,4% em julho e o bitcoin voltou a liderar o ranking de investimentos de maior rentabilidade mensal no Brasil.

Investimentos de renda variável foram os principais destaques de julho nos mercados brasileiros. O ICON, um índice que agrega papéis de consumo e de construtoras em sua base, obteve ganhos de 9,18% e ficou em segundo lugar. Já o Índice Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na bolsa brasileira, subiu 4,7%.

O euro, o ouro e o dólar foram os destaques negativos, com perdas de 3,5%, 3,4% e 1,1%, respectivamente.

(Mynt/Divulgação)

BTC/BRL

O par BTC/BRL abriu o mês de julho cotado a R$ 105.207, chegou a registrar uma mínima pouco acima do importante suporte psicológico de R$ 100 mil em 1º de julho, mas posteriormente se recuperou e no domingo, 31, fechou cotado a R$ 121.593, de acordo com dados do CoinGecko.

Julho configura-se até agora como o mês de melhor desempenho para o bitcoin em um ano que vem se caracterizando por um dos invernos cripto mais rigorosos da história. A maior criptomoeda do mercado registrou seu melhor desempenho mensal desde outubro do ano passado, após amargar uma sequência de quedas consecutivas de 4,58%, 10,32%, 20,19% e 29,54%, respectivamente, em março, abril, maio e junho.

No primeiro trimestre, o par BTC/BRL caiu 19,84% e, no segundo trimestre deste ano, chegou a cair 49,57%. No acumulado do ano até agora, o par registra desvalorização de aproximadamente 53%.

Renda fixa lidera

Assim, apesar de o mês de julho ter sido positivo para os ativos de risco, instrumentos de renda fixa ainda se configuram como as opções mais rentáveis para o investidor brasileiro até agora em 2022, mesmo quando descontado dos ganhos o índice de inflação medido pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

O IMA-S, índice que representa a evolução, a preços de mercado, da carteira de títulos públicos remunerados pela taxa Selic é o investimento que tem oferecido os melhores retornos reais, com ganhos de 1,8%, seguido pelo IMA-B 5, um instrumento de renda fixa que representa uma cesta de títulos do Tesouro IPCA+ com prazo de vencimento de até cinco anos, com rendimento de 1,7%, e pelo Certificado de Depósito Interbancário (CDI), com ganhos de 1,6%.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok