Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Nos últimos sete dias, com o estouro da crise bancária nos Estados Unidos, o bitcoin disparou 27,6%, de acordo com dados do CoinGecko. O cenário norte-americano colocou as criptomoedas em evidência como uma alternativa ao sistema bancário tradicional, apesar das preocupações com as próximas medidas do Federal Reserve, o banco central dos EUA.

Além da alta na cotação do bitcoin, o número de carteiras no lucro também subiu 15,2% no período de 10 até 19 de março, segundo dados da plataforma de análises on-chain Glassnode. Atualmente, 74,19% das carteiras de bitcoin existentes estão no lucro.

Relação do bitcoin com a economia dos EUA

Desde o início de 2023, o bitcoin já subiu mais de 66%, segundo dados do CoinMarketCap. O otimismo de que o banco central norte-americano pudesse reduzir os aumentos na taxa de juros do país foi o principal sentimento entre investidores e especialistas durante este período, já que a política monetária agressiva do Fed esteve entre os principais fatores para as quedas de 2022.

Ainda que o otimismo tenha sido abalado com recentes discursos de Jerome Powell, o presidente do Fed, sinalizando novas altas, o cenário atual com a crise bancária pode mudar a posição da autarquia e é o que alimenta a escalada de alta das criptomoedas atualmente.

Além disso, o banco internacional Goldman Sachs divulgou um relatório na última sexta-feira, 17, em que aponta o bitcoin como o ativo com melhor desempenho acumulado em 2023. De acordo com os dados da instituição, a criptomoeda superou todos os setores da economia dos Estados Unidos com ações na bolsa de valores.

Desde o início do ano, surgiram cerca de 1,7 milhão de carteiras de bitcoin com saldo acima de 0, ou seja, investindo ativamente da criptomoeda, de acordo com dados da Glassnode. Embora não seja possível afirmar a quantidade de pessoas que passaram a investir em bitcoin, já que uma pessoa pode ter várias carteiras, o número ainda sinaliza um aumento na adoção da principal criptomoeda.

A semana ainda promete novas altas para o bitcoin, segundo os analistas da corretora cripto Bybit.

"Ao contrário das semanas anteriores, nas quais havia medo com relação ao desenvolvimento do mercado, esta semana promete ser de alta para o bitcoin, que já iniciou a segunda com forte valorização. Nada impede que os touros consigam romper a resistência de US$ 30 mil e encontrem um topo na semana próximo de US$ 32 a 33 mil", afirmam os analistas em um relatório.

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, Polkadot e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
Deputado diz que Binance será convocada na CPI sobre golpes com criptomoedas
Future of Money

Deputado diz que Binance será convocada na CPI sobre golpes com criptomoedas

Há 3 horas
Investidores retiram quase R$ 15 bilhões da Binance após processo da SEC
Future of Money

Investidores retiram quase R$ 15 bilhões da Binance após processo da SEC

Há 4 horas
Senadores defendem segregação patrimonial para corretoras de criptomoedas
Future of Money

Senadores defendem segregação patrimonial para corretoras de criptomoedas

Há 7 horas
Processo da SEC alega que Binance e CEO colocam fundos de clientes 'em risco significativo'
Future of Money

Processo da SEC alega que Binance e CEO colocam fundos de clientes 'em risco significativo'

Há 7 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais