Banco Central da Turquia bane pagamentos com criptomoedas

Em comunicado, o Banco Central turco disse nesta sexta-feira que criptomoedas são excessivamente voláteis e podem ser utilizadas para atividades ilegais

A Turquia vai banir o uso de criptomoedas como forma de pagamento, após meses de turbulência econômica levarem investidores locais a trocar a lira turca por bitcoin e moedas estrangeiras.

Em comunicado, o Banco Central turco disse nesta sexta-feira que criptomoedas são excessivamente voláteis e podem ser utilizadas para atividades ilegais.

A instituição argumentou também que moedas digitais "não estão sujeitas a regulação, mecanismos de supervisão ou a uma autoridade regulatória central".

Na Turquia, as criptomoedas ganharam atratividade após a lira turca cair fortemente ante o dólar nas últimas semanas, em reação a uma abrupta mudança na presidência do BC turco, que vinha elevando juros agressivamente, movimento que desagradou o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan.

Nesta quinta-feira, o BC turco decidiu manter seu juro básico em 19%, no primeiro anúncio de política monetária sob seu novo presidente, Sahap Kavcioglu. A iniciativa turca de banir criptomoedas, que foi inicialmente anunciada na gazeta oficial do país, entra em vigor no dia 30 de abril.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.