Argentino coloca apartamento à venda por dois bitcoins

Valor equivale hoje a 694.321,40 reais, pelo Índice de Preço do Bitcoin (IPB)

Quem busca por imóveis para comprar em Buenos Aires pode se deparar com uma oferta inusitada: um apartamento à venda por dois bitcoins em um edifício considerado patrimônio histórico, no centro da capital argentina. É o que conta o jornal La Nacion, em reportagem publicada em 12 de abril. O valor equivale hoje a 694.321,40 reais, pelo Índice de Preço do Bitcoin (IPB).

A venda em moedas correntes "tradicionais" não daria o retorno esperado, acredita o proprietário, que mora na Espanha. “Como anda a situação, eu não vou conseguir o preço que desejo vendendo em dólares. E, para vender mal, prefiro que seja em uma moeda que me proteja mesmo contra a desvalorização do dólar”, disse ao jornal. 

O dono do imóvel anunciou em bitcoins, por ser a mais conhecida, mas disse aceitar qualquer tipo de criptomoeda. “Aceito qualquer outra. As criptomoedas ainda são uma salvaguarda, um lugar onde as pessoas dão valor e estão dispostas a trocá-las umas com as outras. Então, por que não vender casas, serviços?”, questionou.

Segundo o proprietário, o melhor investimento, já que está fora da Argentina, é vender em bitcoins. “Se levarmos em conta que apenas 5% da população sabe que existe a criptomoeda, imagina o potencial de crescimento que ela tem. Hoje mesmo que me dêem um bitcoin e meio por este estúdio, pergunto ao comprador: onde assino?”, disse ao La Nacion.

 

A despesa com escritura, “a ser determinada”, é de responsabilidade do comprador do imóvel. No anúncio, o dono sugere a quem adquirir o apartamento que compre móveis e instalações, se tiver a intenção de conseguir uma renda extra por meio de plataformas como Airbnb e Booking, ou use como apartamento funcional.

O apartamento fica em um edifício considerado patrimônio histórico da cidade de Buenos Aires, construído no início do século passado, entre as avenidas Rivadavia e Paraná. O prédio atrai políticos, por ficar a poucas quadras do Congresso Nacional da Argentina, e já foi sede do Ministério do Trabalho. 

Com o crescimento da busca por bitcoins na Argentina, o Banco Central do país determinou, no início de abril, que as instituições financeiras deem informações sobre todos os clientes que compram, vendem e armazenam criptomoedas.

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.