Análise: Ethereum segue resiliente enquanto cenário para o bitcoin é desfavorável a novas altas

Mercado de criptomoedas tem baixa movimentação durante feriado nos EUA, mas ânimos para atualização ajudam a manter resiliência do ether, segundo analista do BTG Pactual
Bitcoin e ether são as duas principais criptomoedas do mercado atualmente (Divulgação/Divulgação)
Bitcoin e ether são as duas principais criptomoedas do mercado atualmente (Divulgação/Divulgação)
D
Da RedaçãoPublicado em 05/09/2022 às 18:31.

Por Lucas Costa*

A segunda-feira, 5, é de volume baixo nos mercados globais, por conta do feriado de Dia do Trabalho dos EUA. O bitcoin cai aproximadamente 1,30% hoje, mas a expectativa é de um dia mais lateralizado, em linha com o que foi observado no último final de semana.

O contexto do S&P 500 e Nasdaq é de queda nas últimas três semanas, com desvalorização de aproximadamente 10% em ambos os índices desde o topo formado em 16 de agosto. O cenário citado deixa um sentimento desfavorável à altas do bitcoin nos próximos dias, uma vez que os ventos não sopram a favor. A semana é marcada por dados de serviços dos EUA e encontro do Banco Central Europeu.

Fonte: https://br.tradingview.com/ (Lucas Costa/Reprodução)

O gráfico diário do bitcoin tem um movimento de lateralidade que segue desde a semana passada, com estreitamento da faixa de negociação. O cenário de recuperação que acompanhamos em agosto foi desconfigurado com o price action recente e os indicadores técnicos inverteram para baixa sugerindo que vendedores ainda dominam o jogo.

Acreditamos que os compradores só voltam a ter interesse no principal criptoativo perto dos US$ 18.650, região que atuou como um suporte importante nos movimentos de queda de junho. A tendência de médio prazo é de queda, médias móveis cruzadas pra baixo e com inclinação descendente, mas vamos um cenário lateral no curto prazo, com probabilidade de teste do fundo citado.

Fonte: https://br.tradingview.com/ (Lucas Costa/Reprodução)

O ether, moeda nativa da rede Ethereum, também tem um movimento de queda, mas segue mais resiliente que o bitcoin no cenário atual. O gráfico diário tem o preço trabalhando próximo da média móvel de 21 e 50 períodos, sugerindo indecisão no curto prazo.

Os indicadores funcionam como resistência perto dos US$1.650 e seu rompimento pode levar a uma nova pernada de impulsão rumo aos US$2.050. A tendência de médio prazo é de queda, mas perde força na medida que o preço se mantém acima do fundo anterior em US$ 1.420. O cenário atual depende muito dos avanços do The Merge e o contexto global ainda não é favorável para os criptoativos.

(Mynt/Divulgação)

O interessante é que a sustentação do ether nesses patamares, mesmo em um cenário desfavorável, aumenta a convicção de recuperação mais forte que seus pares, no caso de um fortalecimento dos ativos de risco.

Fonte: https://br.tradingview.com/ (Lucas Costa/Reprodução)

*Lucas Costa é mestre em administração e economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora, atuou como pesquisador acadêmico e professor nas temáticas de blockchain, criptomoedas e comportamento de consumo, sendo um dos fundadores do grupo de pesquisa Blockchain UFJF. Foi operador de câmbio em mesa proprietária com foco em análise técnica, e trader pessoa física em mercado futuro. Atualmente, é analista técnico CNPI do BTG Pactual digital, e apresenta a sala ao vivo de análises de maior audiência do Brasil.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok