Future of Money

"Altseason": um ciclo de alta das criptos alternativas ao bitcoin está por vir?

A temporada marca um período de valorizações expressivas das criptos alternativas ao bitcoin. Com esses indicadores simples, aprenda a identificar se ela está a caminho

Uni é uma das criptomoedas para ficar de olho em março (Reprodução/Reprodução)

Uni é uma das criptomoedas para ficar de olho em março (Reprodução/Reprodução)

Felippe Percigo
Felippe Percigo

Especialista em criptoativos

Publicado em 2 de junho de 2024 às 10h00.

Tudo sobreCriptomoedas
Saiba mais

A lateralização do bitcoin traz um marasmo para o mercado e os investidores logo querem saber quando a emoção estará de volta. Ver o ralli do bitcoin para a máxima histórica é, sem dúvida, uma das melhores sensações do ciclo de alta, assim como navegar no verão das altcoins, que geralmente vem em seguida.

A "altseason" é o momento da ciclo de alta no qual os investidores de varejo focam sua atenção no mercado cripto em busca de altos rendimentos com as criptos alternativas ao bitcoin.

Formação dos ciclos

O ciclo de alta começa com o bitcoin ganhando destaque. Por ser uma moeda mais conhecida e segura, ela passa a ter uma procura maior pelos investidores e volta a subir.

Essa alta ganha a atenção da mídia em geral e é marcada pelo crescimento do burburinho sobre a criptoesfera nas redes sociais. Mais investidores embarcam no mercado para pegar seu pedaço do bolo e a disseminação dos altos retornos ganha ainda mais força.

Quando o otimismo em torno do bitcoin atinge o pico, a moeda bate o seu recorde de preço, abrindo espaço para que as altcoins tomem o palco e fiquem em evidência.

No gráfico a seguir da Pantera Capital, dá para visualizar duas fases (Phase 1 e Phase 2), que estão sombreadas em dourado. A gente nota que a participação de mercado (Altcoin Market Share) das altcoins diminui na fase 1 dos ciclos de alta, enquanto a capitalização total de mercado (Total Crypto Market Capitalization) vai aumentando, indicando a superação do bitcoin. Mais ou menos entre 60-70% do ciclo de alta, a participação de mercado das altcoins dispara.

Agora, vamos ver o impacto desse crescimento.

A tabela na sequência apresenta os retornos reais do bitcoin e das altcoins em aumento da capitalização de mercado durante os ciclos e mostra o quanto cada um contribuiu para o crescimento geral do mercado cripto.

Na tabela estão relacionados o ciclo (Cycle), o ativo (Asset), crescimento (Growth) e participação no crescimento (Share of Growth), tanto na fase 1 quanto na fase 2, o crescimento total (Total Growth) e a participação no crescimento total (Share of Total Growth).

Como aponta a análise da Pantera Capital, nos ciclos citados, o bitcoin consistentemente superou as altcoins na fase 1 da alta. Na fase 2, isso se inverteu, com as altcoins superando bastante o bitcoin.

Catalisadores

Nesta nova temporada de valorizações, contamos com alguns catalisadores importantes:

- ETF à viusta de bitcoin no primeiro trimestre
- Halving e ETF de ether no segundo trimestre

  • Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

No entanto, também tivemos uma quebra de expectativa no cenário macroeconômico, que veio com a frustração do mercado em torno dos cortes da taxa de juros dos EUA.

Os investidores agora apostam que, em setembro, o Fed pode decidir enfim essa pela redução da taxa. O que pode ser uma virada de chave no mercado cripto.

Juros mais baixos trazem mais liquidez para o mercado. Os investidores ficam mais dispostos a ousar mais e tendem a migrar da renda fixa para ativos de maior risco, como os digitais.

No que também precisamos ficar de olho:

- No fluxo para os ETFs, em especial para os de ether quando estrearem no mercado.
- Eleição nos Estados Unidos, em novembro, que pode trazer um cenário mais favorável ou não ao desenvolvimento da criptoesfera.

Identificando a altseason

Saber identificar a chegada de uma altseason pode ser a diferença entre ganhos explosivos e perdas evitáveis.

A altseason marca um aumento massivo no valor de mercado das altcoins, superando o crescimento do bitcoin. Ela acontece em função de uma série de fatores técnicos e de sentimento do mercado. É importante aprender a interpretar esses sinais.

Formas de identificação

Dominância do bitcoin em declínio

O Índice de Dominância do Bitcoin (BTCD) pode indicar quando se aproxima uma temporada de altcoins. A métrica, que representa a relação da capitalização de mercado do bitcoin com o market cap total das criptomoedas, tende a diminuir quando os investidores começam a migrar o capital para altcoins.

Vamos dar uma olhada nos ciclos anteriores:

A altseason 2020-2021 teve dois gatilhos essenciais: o aumento do interesse em DeFi e nos NFTs. Esses setores atraíram quantidades massivas de capital, resultando em ótimas valorizações para muitas altcoins.

No início de 2020, a dominância do bitcoin estava em torno de 70%. Veja no gráfico a seguir do CoinGekco.

Com mais investidores apostando em plataformas DeFi e a explosão de popularidade dos NFTs, a dominância do bitcoin caiu para aproximadamente 40% em meados de 2021.

Já em 2017, bem no início do ano, a dominância do bitcoin estava acima de 85%. No ano seguinte, porém, após cair drasticamente, chegou a registrar 37% em janeiro de 2018, enquanto o dinheiro fluía para as altcoins.

Performance relativa das altcoins

Quando várias altcoins começam a capturar ganhos consistentes superiores aos do bitcoin, isso pode significar altseason à vista.

Um indicador importante é o market cap total do mercado excluindo o bitcoin. Um aumento significativo no índice sugere que o capital está fluindo para as criptos alternativas.

No ciclo de alta 2020/2021, o índice mostrou um aumento impressionante. A capitalização de mercado das altcoins (Altcoin Market Cap) passou de cerca de US$60 bilhões no início de 2020 para mais de US$1 trilhão na primeira metade de 2021, destacando um fluxo massivo de capital para as altcoins. Os gráficos abaixo do CoinGecko mostram o salto.

Sentimento do mercado

É frequentemente medido através de análises de redes sociais, das notícias na mídia, pesquisas de opinião e análises on-chain. Um aumento no otimismo e no interesse pelas altcoins pode sinalizar altseason a caminho.

Já ouviu falar do Índice de Medo e Ganância (Fear and Greed Index)? Durante o verão dos ativos digitais, esse indicador geralmente mostra um aumento na ganância à medida que os investidores apostam cada vez mais alto em altcoins em busca de retornos robustos.

Eu fiz um artigo que explica o que é o Fear and Greed Index, como é calculado e como interpretá-lo para medir a temperatura do mercado. Você pode ver aqui.

Outra forma simples de identificação é acompanhar o aumento do número de inscritos nos canais do YouTube dos principais influenciadores cripto. Note a seguir no gráfico do The Block a diferença do comportamento de inscrição hoje em relação a 2021. Isso significa que o interesse do investidor está longe do que vimos no pico do bull market passado. Tem muita gente ainda a ser atraída para o mercado.

Fluxo de notícias e eventos de impacto

Notícias positivas sobre altcoins, como atualizações de rede, parcerias estratégicas ou adoção crescente, podem funcionar como catalisadores para uma altseason. Eventos como os macroeconômicos também têm uma influência poderosa. Por exemplo: caso aconteça o corte de juros em setembro, podemos ver uma explosão do mercado.

Análise on-chain

Indicadores on-chain, como o número de endereços ativos e volume de transações das altcoins, não devem nunca ser ignorados pelos investidores. Um crescimento nessas métricas pode sinalizar maior atividade e interesse nas altcoins.

Independentemente de altseason, diversas criptomoedas vêm apresentando valorizações importantes, algumas extremamente significativas, e quem tem uma estratégia bem amarrada já está ganhando dinheiro.

Investidores com boas teses e compreensão do mercado não esperam altseason, seguem com seu plano e tiram o melhor proveito do momento.

Agora, se você ainda não tem uma estratégia bem definida ou está chegando agora, vale a pena dedicar um tempo para estudar e entender as dinâmicas do mercado antes de se lançar completamente. Quem sabe ainda não dá tempo de lucrar com a altseason que vem aí… Boa sorte!

Aproveite todas as possibilidades do mundo crypto. A Mynt ajuda você a explorar o melhor do mercado com segurança e diversidade de criptomoedas. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Leia mais

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosFinanças

Mais de Future of Money

Putin diz que mineração de bitcoin pode gerar riscos energéticos para a Rússia

Governo elogia Drex, mas diz que Banco Central precisa ter "limites" no projeto

De matic para pol: Polygon vai mudar criptomoeda em atualização do blockchain

Bilionário Mark Cuban diz que bitcoin pode se tornar um ativo de reserva global

Mais na Exame