Análise: bitcoin sobe 13% na semana e pode atingir US$65 mil em breve

Movimento de alta da maior criptomoeda do mundo segue forte, aumentando a sua dominância no mercado. Caso o bitcoin se mantenha acima dos 50 mil dólares, seu preço pode atingir novo recorde

Por Lucas Costa*

O bitcoin rompeu a famosa resistência dos US$50.000 e subiu aproximadamente 13% na última semana, retomando o otimismo do mercado e abrindo caminho para uma nova pernada de alta. O otimismo do mercado pode ser relacionado com a declaração do presidente do Fed, que disse que os EUA não possuem intenção de banir as negociações com criptoativos. Outra notícia que trouxe perspectivas positivas para o mercado é o comunicado de que a BlackRock tem realizado pesquisas no setor de criptoativos e blockchain.

No gráfico diário, observamos o preço se sustentando acima dos US$50.000 e a média móvel de 21 períodos tem inclinação ascendente, aspecto importante para manutenção da tendência de alta e que sinaliza força compradora. Acompanhamos a pernada de queda entre 14 de abril e 22 de junho (seta laranja) para definir quais as próximas resistências usando a ferramenta de retrações de Fibonacci (regiões de correção baseadas nas proporções de Fibonacci de um movimento anterior), sendo assim, a próxima resistência está bem próxima nos US$56.500, onde podemos ter leves correções, mas que não reverte o movimento de alta. As novas oportunidades de entrada podem estar justamente em um novo teste dos US$50.000 para continuidade da tendência e possível teste do topo anterior em US$65.000.

Os principais suportes se encontram na média móvel de 21 períodos (US$51.350) e na média móvel de 200 períodos em US$45.000. A expectativa é de continuidade do movimento de alta e novo teste dos US$56.500, que caso rompido, pode nos levar ao teste do importante topo dos US$65.000. Importante ressaltar a necessidade do bitcoin se manter acima dos US$50.000, mostrando um rompimento verdadeiro do nível de preço.

 (TradingView/Reprodução)

Ethereum (ETH/BTC)

O ether teve uma semana de forte pressão vendedora, chegando a cair mais de 10% em relação à anterior, e hoje é negociado a 0,06275BTC. O preço fez o teste da média móvel de 200 períodos (rosa), que era o seu principal suporte e começa a lateralizar. No gráfico diário, observamos que essa é uma região de importante suporte, onde compradores atuaram anteriormente e representa a correção de 76,4% de Fibonacci do movimento de queda entre 15 de maio e 23 de maio. O nosso cenário de novas altas foi frustrado pela perda do suporte dos 0,06720BTC, que desconfigurou o pivô de alta e acionou stops de comprados. A expectativa para os próximos dias é de lateralidade, enquanto precisamos de novos drivers para o criptoativo, que também pode ser sido impactado pela forte alta do bitcoin nos últimos dias.

 (TradingView/Reprodução)

Lucas Costa é mestre em administração e economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora, atuou como pesquisador acadêmico e professor nas temáticas de blockchain, criptomoedas e comportamento de consumo, sendo um dos fundadores do grupo de pesquisa Blockchain UFJF. Foi operador de câmbio em mesa proprietária com foco em análise técnica, e trader pessoa física em mercado futuro. Atualmente, é analista técnico CNPI do BTG Pactual digital, e apresenta a sala ao vivo de análises de maior audiência do Brasil.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também