Future of Money

Adobe vai lançar funcionalidade para verificação de NFTs no Photoshop

Atendendo à demandas de seus usuários, será possível comprovar a autenticidade dos tokens não-fungíveis comercializados nas maiores plataformas por meio de um certificado digital

Opção "preparar como NFT" também estará disponível em breve para artistas digitais no Photoshop (Dado Ruvic / Reuters/Reuters)

Opção "preparar como NFT" também estará disponível em breve para artistas digitais no Photoshop (Dado Ruvic / Reuters/Reuters)

Coindesk

Coindesk

Publicado em 27 de outubro de 2021 às 17h56.

A Adobe, desenvolvedora do Photoshop, software de edição de imagens - e de criação de arte digital - mais popular do mundo, está entrando para o mundo dos tokens não-fungíveis (NFTs).

Uma nova funcionalidade no Adobe Photoshop irá permitir que artistas possam provar que são os autores de seus trabalhos artísticos em marketplaces de NFTs, de acordo com uma postagem no blog da Adobe na última terça-feira, 26.

As Credenciais de Conteúdo, nome dado à funcionalidade, podem capturar dados de identidade conforme a imagem é editada no software e armazená-los como metadados.  A funcionalidade será opcional, e a companhia lançou uma página na internet onde os metadados credenciais das imagens podem ser verificados.

Os usuários poderão conectar suas contas na Adobe, e suas Credenciais de Conteúdo, com perfis de redes sociais ou carteiras de criptomoedas. Se eles venderem sua arte como NFTs, os marketplaces poderão mostrar um certificado digital baseado nas credenciais da Adobe. As credenciais também estarão conectadas na Behance, página da Adobe para portfólios.

A Adobe já realizou parcerias com os marketplaces de NFTs KnownOrigin, OpenSea, Rarible e SuperRare para exibir as credenciais em suas plataformas.

Até o fim do mês, o Photoshop terá uma opção de “preparar como NFT”, graças ao sistema de arquivos inter-planetário, afirmou Scott Belsky, CPO da Adobe ao The Verge. A funcionalidade estará disponível como uma espécie de “prévia”, pois ainda não está pronta, afirmou Belsky.

A Adobe está respondendo à demanda do consumidor, afirmou Belsky. Os artistas reclamam de que mesmo que produzam seus próprios NFTs a partir de seus trabalhos artísticos realizados no software da Adobe, outras pessoas podem criar imitações de sua arte e não há nenhuma forma de provar quem é o autor original, explicou.

As Credenciais de Conteúdo estão sendo implementadas para os usuários do Photoshop em modo beta.

As funcionalidades foram anunciadas durante a conferência anual da empresa, a Adobe Max.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Acompanhe tudo sobre:AdobeArteBlockchainCriptoativosNFTs

Mais de Future of Money

Presidente de El Salvador quer criar "Banco Bitcoin" para investidores

Ton, blockchain ligado ao Telegram, bate recorde e chega a R$ 3 bilhões em investimentos

Investidores de criptomoedas deveriam estar em pânico, diz fundador de fundo

Binance é acusada de racismo por publicação nas redes sociais e culpa estagiário

Mais na Exame